Top5 Livros Escritos Por Brasileiras

1aee215a96803333140a69fae3bcc7f3Eeeeeeeeeeeeeeeeee hoje é dia da mulher, viva!! Para comemorar (?!!) decidi depois de muito tempo voltar ao Top5, fazendo uma lista com cinco livros escritos por brasileiras. Eu quase caí em tentação e elaborei uma lista de personagens femininas marcantes, mas aí pensei que isso seria perder o ponto: valorizar o trabalho das minas. Desculpa, homens, adoro muita coisa que vocês escrevem, mas vocês aparecerão em um outro top5 por motivos óbvios, ok?

Porque é isso, né. Igualdade. E eu não digo só em termos de validação de uma crítica que parece ver em nomes femininos estampados na capa um sinônimo de chick-lit  ((eu vou me dar ao trabalho de fazer uma nota de rodapé lembrando que eu adoro chick lit, mas que não nego que o termo tenha lá uma conotação negativa, como literatura mais rasa que se concentra unicamente na busca da mulher pelo príncipe encantado e blablabla)). Por exemplo: dia desses li um cara argumentando que não há sexismo no mercado editorial porque olha lá a J K Rowling que ganhou milhões com o Harry Potter. Será que a gente conta para ele a razão do “J K” e não um Joanne Rowling estampado na capa? Podemos também mostrar o artigo da guria que depois de adotar um pseudônimo masculino passou a receber mais respostas das editoras. Enfim, não dá para botar a cara num buraco na terra e ficar repetindo que tá tudo bem, tá tudo certo, porque não está.

Então, justamente por isso, a ideia do top5 é lembrá-los do que acontece quando a irmã do Shakespeare ganha oportunidades. Vamos lá, fora de ordem: TOP5 LIVROS ESCRITOS POR BRASILEIRAS.

Continue lendo “Top5 Livros Escritos Por Brasileiras”

As melhores leituras de 2014

tumblr_mstxkgqQ8B1qlb106o1_500Então, o ano já está quase no fim e muito embora eu esteja amando How to Build a Girl da Caitlin Moran, estou achando que pelo ritmo de tartaruga que peguei agora no mês de dezembro esse provavelmente será o último, então meio que já dá para fechar a lista de melhores leituras.

Ieiiiii.

Curioso que provavelmente uma mulher seja a última da lista. Comecei 2014 com uma trinca masculina (Fischer, Tolkien e Vizzini) e tudo levava a crer que seria mais um ano típico (muito homem, quase nada de mulher), aí veio a Carol Bensimon trazendo amor e abrindo o espaço para o mulherio que, como você poderá notar, dominou não só a lista de leituras em si, mas também o top5.

Continue lendo “As melhores leituras de 2014”

Bibliotecas no cinema

Sim, normalmente elas são só parte do cenário, não tem grande relevância para a história em si, mas mesmo assim estão lá: as bibliotecas. Sejam as grandes bibliotecas públicas ou as confortáveis bibliotecas pessoais, o fato é que algumas ganharam um lugarzinho especial na minha memória, seja por serem belíssimas, seja porque a cena em que elas estavam presentes eram marcantes. E foi por causa disso que resolvi fazer aqui um top5 unindo duas coisas que adoro: livros e filmes. Vamos então para o meu…

TOP 5 CENAS EM BIBLIOTECAS!

5. Três formas de amar (Threesome, 1994)

Eu acho que o filme nem é assim tão imperdível (lembro de ter gostado, mas assisti apenas uma vez), mas é engraçado como anos e anos depois ainda lembro da garota dando uma de Sally na biblioteca da faculdade, é uma cena bem marcante, no final das contas. Sobre o filme, vale se você de alguma forma estiver sentido saudades dos anos 90, porque ele é a cara dessa década (a começar pela trilha sonora).

Continue lendo “Bibliotecas no cinema”

Os (não) casais favoritos

Eu não vou entrar nos méritos de definições e afins, tenho certeza que já falaram muito sobre shipping por aí (se você não faz ideia do que estou falando, pula na wiki e depois volta para cá). A questão é que de uns tempos para cá percebi o quanto eu sou azarada nessa coisa de shippar. Tão azarada que dia desses, ao perceber que mais uma vez torcia por um casal que nunca ficaria junto, até cantarolei no twitter:

O que acho engraçado é que isso não acontece tanto com filmes ou livros, meu lado noveleira só fala mais alto quando estou assistindo séries (e quando eu era mais nova, com o X-Men, hehe). Pensando aqui, acho que desde Brenda e Dylan em Barrados no Baile, minha torcida nunca deu certo. NUNCA. E nem é só questão de dois personagens que eu achava que tinham algo a ver nunca ficarem juntos, porque até quando finalmente engatavam um relacionamento, acontecia algo e pans, eles se separavam/morriam/insira aqui um outro final infeliz. Quer ver como sou pé frio? Está aí o meu top5 que não me deixa mentir.

Continue lendo “Os (não) casais favoritos”

Música em True Blood

Já passaram aí 5 temporadas e acredito que qualquer um que acompanhe a série já deve ter reparado que True Blood tem uma relação bem forte com música. Ou vai dizer que você nunca percebeu que os títulos dos episódios são títulos de músicas? Eu percebi isso rápido, mas dava mais créditos pelas músicas bacanas que conhecia por conta da trilha sonora das propagandas anunciando temporadas novas (como Beyond Here Lies Nothin’, do comercial da segunda temporada, Fresh Blood da terceira e Future Starts Slow que eu juro que não lembro se era da quarta ou da quinta). Sabe aquela sensação de que mesmo que eles enfiem o pé na jaca e estraguem tudo, pelo menos valeu a pena por poder ter conhecido músicas que em outra situação eu provavelmente teria deixado passar batido.

Então, pensando nessa relação entre Música e True Blood, eu resolvi fazer um top5 de músicas de cada temporada, adicionando alguns comentários sobre a temporada em si. Para ouvir a música basta clicar nos links (e torcer para que os deuses da internetz não façam deles links quebrados no futuro). Vamos lá!

Continue lendo “Música em True Blood”

Histórias de Natal

Natal? Agora, Anica? Sim, eu sei que é dia 27. Mas eu estou caradepaumente copiando um post que coloquei no Meia Palavra no dia 25/12, só porque não gosto de deixar o blog sem atualização por muito tempo (e nesta semana estranha entre o natal e o ano novo a tendência é que ele fique às moscas mesmo). O original você pode conferir aqui.

É quase um top5 de histórias com Natal como pano de fundo. Quase top5 porque são cinco mas elas estão organizadas de forma aleatória, e não de favoritismo (como acontece com os top5). Aproveito e já deixo o espaço aberto aqui: você lembra de alguma história com ano novo como pano de fundo? Não consigo pensar em nada agora, fora Harry& Sally (mas aí já é cinema). Se você lembrar, comenta aí e refresque minha memória, hehe.

Continue lendo “Histórias de Natal”

Top5 livros em 2010

E como eu adoro tradições, e mais ainda este clima de retrospectiva que impera no final do ano, vamos lá para o top5 de leituras de 2010. Fiz em 2007, 2008 e 2009, e no caso desta lista vale qualquer coisa lida durante o ano, não necessariamente livros que foram lançados agora. 2010 teve pouco daquelas paixões arrebatadoras, o que não significa que não tive meus bons momentos de leitura. Menos brasileiros este ano, o que me deixou com vontade de estipular como meta para 2011 ler mais do que é feito aqui. Vamos ver se eu cumpro isso, hehe.

O começo do ano foi bem devagar, até porque estava trabalhando. Agora com a licença maternidade meu ritmo de leitura subiu um monte, e a maioria dos livros do top5 são, talvez por coincidência, da segunda metade de 2010. Segue então meu top5, lembrando que os links nos títulos levam para os posts que publiquei sobre os livros.

Continue lendo “Top5 livros em 2010”

Trilha sonora de propagandas

Eu já comentei aleatoriamente sobre algumas aqui, mas não lembro de ter reunido em um post só. Mas sabe, uma das coisas que mais gosto nas propagandas (fora quando elas são criativas e bacanas ehehe) é a trilha sonora. Tem música que eu só fico conhecendo porque um sujeito resolveu que ela ficava bem tocando no fundo de um comercial de carro, calça jeans ou bebida. Enfim, o fato é que algumas vezes a música é tão legal, mas tão legal que você acaba até cantarolando por aí sem perceber, logo depois que vi a propaganda.

E pensando justamente nessas músicas que quase fazem a gente esquecer qual é o produto que está sendo vendido (há!) que resolvi fazer esse TOP5. Antes de mais nada, uma dica: se gostou de algum video, vai lá no KeepVid e baixa, porque eu não dou nem dois meses para esse material sumir, sabe como é. E bem, eu provavelmente esqueci de muita coisa bacana, mas sabe como é, listas são assim. Então vamos ao…

Continue lendo “Trilha sonora de propagandas”

Do fundo do baú: balas

Ahhh, a infância! Aquela época maravilhosa em que “bala” só significava um inocente docinho, sem qualquer outra conotação. Aquela coisa, ao contrário de muitos doces que costumavam custar muito caro, com qualquer troquinho você conseguia comprar um punhado de balas. E isso é a salvação das tardes de uma criança e o adolescente sem dinheiro e com fome, até porque as banquinhas sempre fizeram promoções do tipo “Pague 1 Leve 3” ou algo que o valha.

Foi pensando nesses doces momentos (há!) que resolvi fazer um top5 nostálgico, com algumas das minhas balinhas favoritas. Ficaram de fora a bala de coco das festinhas de aniversário (que só serviam para pegar o embrulho e fazer pompom de Paquita) e a bala de banana (de Antonina) que um dia ainda vou entender seu fascinante mistério: eu não gosto, mas sempre aceito quando me oferecem. Só para avisar, se você clicar no link com o nome das balas abrirá uma ilustração dessas (sabe como é, para refrescar a memória).

Continue lendo “Do fundo do baú: balas”

Melhores Covers

Há quase quatro anos atrás comentei aqui no Hellfire sobre a reação do Trent Reznor à cover que o Johnny Cash fez da música Hurt. Para quem ficou com preguiça de clicar no link, vamos resumir: a versão do Cash ficou tão, mas tão boa que Reznor passou a se referir à Hurt como “a song that isn’t mine anymore” (uma canção que não é mais minha). E verdade seja dita, tem momentos que a cópia consegue ser realmente melhor que o original, ou pelo menos chega perto disso.

Pensando nisso resolvi elaborar um TOP5 só de covers que foram tão bem sucedidas ou que ficaram melhores que o original. Fique à vontade para colocar seu Top5 pessoal lá nos comentários- até porque vocês sabem, o melhor de ler qualquer lista é se revoltar porque seus favoritos não estão lá, há! Os links dão para videos no youtube, aviso desde já. Continue lendo “Melhores Covers”