Os melhores filmes de 2020

Mais de uma vez em 2020 eu pensei: “Putz, que saudades de ir ao cinema.”. E tenho saudades mesmo. Mas dia desses me dei conta que não é mais um dos problemas gerados pelo covid: o cinema do qual sinto falta não existe há anos, pelo menos aqui em Curitiba.

Se você quer qualquer coisa fora do universo cinemático da Marvel (e sem reclamações, eu gosto dos filmes da Marvel, mas também gosto de outros filmes), já precisa se contentar com poucas salas e poucas opções de horário. Aí tem o problema do número de salas com áudio original. E quando as estrelas se alinham e você finalmente consegue uma sala no horário que poderia ir, com áudio original (e sem 3D), ainda tem que lidar com os malas que foram ao cinema para, sei lá, ficar olhando para a tela do celular. Enfim. Eu poderia botar essa na conta do covid, mas não vou.

Também não vou fazer o jogo do contente porque não tem lado bom para uma pandemia que nesse momento se aproxima da casa dos 200.000 mortos só aqui no Brasil. Mas observando as coisas como são (ou ainda, como foram), chamou minha atenção que o número menor de lançamentos nos cinemas acabou com um certo tipo de angústia de estar em dia, aquela coisa de “tenho que ver o que é essa coisa que tá todo mundo comentando”. É uma angústia besta, mas se você também deu uma respirada aliviada porque não teve que ver tooooodos os filmes, deve entender do que estou falando. E aí sobra mais tempo para outras coisas, para ver aqueles que há tempos queria, mas nunca tinha assistido – e alguns foram tão legais que dá até vontade de fazer uma lista fora das regras das listas aqui.

Revi Entrevista com o Vampiro, Da Magia a Sedução (melhor filme de bruxa) e Monty Python em Busca do Cálice Sagrado, finalmente vi Perfect Blue, A Época da Inocência, The Philadelphia Story, O Serviço de Entregas da Kiki (a coisa mais fofa e mais feel good que assisti nesse ano lazarento), Paris When it Sizzles, Dente Canino. Deu para ver uma penca de comédia romântica, incluindo uns com a Sandra Bullock do começo do século que eu acabei perdendo. Assisti dois Guy Ritchies no mesmo ano, caraca. Enfim, a última vez que vi tanto filme eu ainda não tinha filhos, não trabalhava e morava com minha mãe.

E dos mais recentes, não faltou coisa nova para ver, só faltou os mega-super-filmes-do-ano, que resolveram segurar para ver qual é. Eu ainda estou curiosíssima sobre Promising Young Woman e The Green Knight. O primeiro parece que saiu da gaveta lá fora (andou ganhando um monte de prêmios), o segundo continua engavetado, de repente em 2021 ele aparece. Nem que seja direto em serviços de streaming, como aconteceu agora no fim do ano com o Wonder Woman 1984.

Então é isso. Só para referência, ficam as listas dos outros anos: 2004| 2005| 2006| 2007| 2008| 2009| 2010| 2013| 2014| 2015| 2016| 2017| 2018| 2019| Fechando naquelas regras de sempre, lançamento nacional (streaming, cinemas, etc.) e qualquer outra chunchada aleatória para servir na lista, o top10 do ano na minha opinião ficou assim:

Continue lendo “Os melhores filmes de 2020”

Adoráveis Mulheres e o Oscar

Eu estava planejando um post bo-ni-to falando um pouco sobre os nove indicados para a categoria de melhor filme do Oscar (ontem finalmente terminei O Irlandês), mas hoje cedo li um artigo da Time sobre um possível motivo para a ausência de mulheres na lista de melhor direção e é isso, preciso me concentrar um pouco em Adoráveis Mulheres, porque o próprio filme fala sobre a situação da Greta Gerwig e outras diretoras em premiações como o Oscar e também de como são recebidas pelo público em geral.

Como já bastante comentado, Gerwig tomou algumas liberdades em sua adaptação. Eu não li o livro, não posso falar sobre as diferenças, então vou comentar aqui sobre minha visão entre a versão para o cinema de 1994 e a atual, sendo o ponto-chave a personagem Amy. Ao deixar de lado uma narrativa linear, Gerwig nos oferece uma visão diferente da irmã March: você pode até não morrer de amores pela personagem, mas há uma possibilidade de compreendê-la que não está presente na versão mais antiga.

Continue lendo “Adoráveis Mulheres e o Oscar”

Os melhores filmes de 2019

Uou. Já são 15 anos fazendo a lista de melhores filmes aqui no blog. Falhei em 2011 e 2012 porque ainda estava me adaptando à maternidade, mas fora isso, desde 2004 volto sempre aqui para contar quais foram meus dez filmes favoritos do ano que passou.

Em 15 anos até o modo como acompanhava cinema mudou. A minha lista de 2004 e 2005 tem muitos filmes que… ALUGUEI EM UMA LOCADORA. Em 2004, minhas principais fontes de informação ainda eram a revista SET (sim, de papel) e o site Cinema em Cena. Mas já estava começando a seguir recomendação dos amigos lá do Fórum Valinor (a mania das listas começou lá, diga-se de passagem).

Dois anos antes lembro que tinha saído o segundo filme da trilogia nova de Star Wars (agora já não mais nova), e o Uglúk mandou link para baixar pelo emule (!!!!!) um spot de tv do Yoda lutando contra o Dooku, que simplesmente não estava acessível para os brasileiros ainda. Agora com A Ascensão de Skywalker a Disney não deu um espirro sem que todas as redes sociais no mundo inteiro fossem atualizadas. Continue lendo “Os melhores filmes de 2019”

Os melhores filmes de 2018

Quase final de janeiro, Globo de Ouro já passou, amanhã saem os indicados do Oscar e eu nem tchuns para minha lista dos melhores de 2018. Vá lá, a verdade é que vi pouca coisa no ano que passou. Um misto de preguiça e muita coisa para ler para as aulas (e o número absurdo de série nova que tem saído, tá loco). De qualquer forma, só para não ficar sem o registro, vou deixar minha listinha.

Aquela coisa de sempre, vale lançamentos no Brasil, com a chunchadinha básica do “lançamentos em festivais”. Sinais do tempo, coisa que nunca explicitei mas acho que vale a pena deixar claro: valem filmes lançados direto no catálogo nacional de serviços de streaming como a Netflix.

As listas dos outros anos estão aqui:

2004 | 2005|2006 | 2007 | 2008 | 2009 | 2010 | 2013 | 2014 | 2015 2016 | 2017

Continue lendo “Os melhores filmes de 2018”

Os melhores filmes de 2017

Um pouco atrasada, mas lá vai a lista dos melhores filmes deste ano. Para quem chegou agora: vale apenas filmes lançados no Brasil entre janeiro e dezembro de 2017 (eu tenho burlado o critério com uns “lançados em festivais no Brasil” para filmes que gostei demais e inexplicavelmente ainda não apareceram por aqui).  Listas dos anos anteriores:

2004 | 2005|2006 | 2007 | 2008 | 2009 | 2010 | 2013 | 2014 | 2015 | 2016

Continue lendo “Os melhores filmes de 2017”

Você vai ouvir falar em 2017 (e eu recomendo!)

Imagina o Seu Creysson fazendo joinha e dizendo “Esse eu agarantium”. Não tem nada de mágico aqui: é uma mescla de lista de adaptações que chegam no cinema em 2017 com aquele listão maravilhoso de lançamentos que o Daniel Dago postou no Facebook (queria demais fazer link direto para a lista, mas só consegui uma cópia lá da Gazeta), salpicados com informação sobre como foi a recepção de alguns desses lançamentos no exterior e todo o meu amorzinho pelos livros que li.

Desnecessário explicar, mas já explicando: como elaborei a lista a partir de livros que já li, isso explica a falta de autores nacionais. Ao contrário dos livros gringos (que eu posso ler antes de chegar aqui), os nacionais eu só consigo quando chegam nas livrarias. Mas se quer saber, estou de olho naquele novo da Luci Collin pela Arte & Letra (A peça intocada) e o do Milton Hatoum pela Companhia das Letras (O lugar mais sombrio).

Lembrando que no caso dos lançamentos (infelizmente), alguns podem acabar não saindo. Tem livro que eu já esperava para o ano passado e que está na lista desse ano, por exemplo. Ah, sim. E sem maiores comentários sobre as obras porque cada título da lista tem um link para um post que escrevi na época em que li.

Continue lendo “Você vai ouvir falar em 2017 (e eu recomendo!)”

Esquenta para o Oscar 2016

Oscars-banner-e1452610176322Amanhã tem Oscar eeeeee… seguindo a tradição, lá vai o meu postzinho com alguns links e informações sobre a premiação nesse ano. “Orra, Anica, e a Parte 3 dos filmes do Oscar?”. Desculpa meu querido único leitor do blog, eu acabei vendo só O Regresso e Perdido em Marte, faltou mais um monte de coisa que eu achei que daria conta mas não deu (Ponte dos Espiões eu comecei, mas ali nos 30 minutos começou a bater uma culpa terrível da terceira temporada de The Americans que eu ainda não terminei de ver e aí parei de ver. Sim, meus motivos para assistir a um filme são meio bizarros). Resumindo: não tem parte 3.

A cerimônia será transmitida na TNT a partir das 20:30. Na Globo você já sabe, é esperar o BBB acabar (o que vai ser ali qualquer coisa após as 23h). Tem tapete vermelho na E! e no GNT, o E! começa a cobertura às 15:30h. Esse ano tem Chris Rock apresentando, todo mundo bem curioso para o monólogo de abertura por causa da polêmica #OSCARSOWHITE, vamos ver se a treta toda ficará só ali no monólogo. E agora para os links:

Continue lendo “Esquenta para o Oscar 2016”

Filmes do Oscar (Parte II)

Tcharaaaam, voltei para a segunda parte. Para quem chegou agora: estou comentando (bem) brevemente alguns dos filmes indicados ao Oscar que assisti nos últimos meses. Para ler a primeira parte é só clicar aqui. Então, sem maiores enrolações vamos lá.

stevejobsSteve Jobs (Steve Jobs, 2015): Eu não tinha nenhum plano de assistir ao filme (estava ali junto com Joy, que eu continuo sem nenhuma vontade de assistir), primeiro porque não tenho muito interesse na vida do cara, segundo porque não tem nem dez anos que ele morreu e esse é o segundo filme falando da vida dele. Aí o Gabriel elogiou um monte e o bichinho da curiosidade me pegou, fui lá ver colé. E olha, não é que o filme é bom mesmo? Fassbender e Winslet estão ótimos (mereceram as indicações, mas não acho que ganham), o roteiro tem força e aquele jeitão dinâmico que você quase consegue imaginar a história em uma peça de teatro, sabe como? Continue lendo “Filmes do Oscar (Parte II)”

Filmes do Oscar (Parte I)

tumblr_mlr04yLPeg1rjcfxro1_500 (1)Eu sei que quase nem tenho mais falado de filmes por aqui, mas resolvi fazer um post (ou dois, três, sei lá) comentando BEM brevemente alguns dos indicados ao Oscar 2016 que já assisti. Sendo realista, eu sei que não vou poder assistir a todos os filmes (e alguns eu vi antes de serem indicados, há!), então aquela coisa, para saber todos os indicados é melhor clicar aqui.

Aproveitando para dar uma dica de um artigo bacana que saiu na Gazeta do Povo, um guia para assistir aos filmes do Oscar, listando quais ainda estão nos cinemas, quais estão no Netflix ou em torrent DVD. Só clicar aqui.

E agora vamos lá, breves comentários sobre alguns filmes indicados, primeira parte (a parte dois eu garanto, a três e já não tenho certeza, haha):

Continue lendo “Filmes do Oscar (Parte I)”

Os melhores filmes de 2015

tumblr_inline_nxpjqidk2Q1tcrqfn_500

Opa que quase vira o ano e eu não publico minha lista de filmes favoritos do ano! Explicando para quem chegou agora: eu, uma criatura de hábitos, faço uma lista dos melhores filmes que vi no ano que passou. Sim, subjetiva, com critérios doidos e aquela coisa toda que vocês já viram na lista de melhores leituras desse ano.

De qualquer forma, nunca é demais lembrar: o top10 só inclui filmes lançados no Brasil em 2015, alguns só em festivais. No final do post tem a continuação da lista só para que fique claro o contexto, assim: “Nossa, top10 dela não tem Mad Max?“, aí você vê o resto da lista e descobre que bem, eu não vi Mad Max (ainda).

Ah, sim. Só para manter o registro, as listas dos anos anteriores estão aqui: 2004 | 2005 |2006 | 2007 | 2008 | 2009 | 2010 | 2013 | 2014.

Continue lendo “Os melhores filmes de 2015”