Manias estranhas no Twitter

27 de setembro de 2007 (uia!) eu comentei brevemente sobre o Twitter, como uma dica para quem não tinha nada para fazer e queria matar um tempo. O tempo passou, lançaram até ideias semelhantes (como o Plurk) e para falar bem a verdade, eu ainda acho que o funcionamento da ferramenta mudou um tanto. Embora as pessoas ainda falem o que estão fazendo, é inegável que alguns tweets são bastante interessantes, trazendo informação de forma rápida – quase como se fosse um agregador de notícias. Pensem lá no caso do Michael Jackson, para entenderem o que estou falando.

E como não poderia deixar de ser, os usuários do Twitter já revelaram suas manias estranhas. E aqui eu falo de forma geral, não apenas dos brasileiros, embora vocês saibam que nós temos um dom especial no campo das manias estranhas. Aliás, aviso desde já que eu muito provavelmente já fiz uma ou duas das coisas listadas aí, então não se ofenda caso você faça algo que comentei, não é pessoal: ninguém está livre de ser um pouco maluco na internet. Então segue agora mais um Top5 (já que faz tempo que não elaboro um): Continue lendo “Manias estranhas no Twitter”

Duffy

duffy1Vocês sabem, eu tenho essa queda por vocais femininos e por isso vira e mexe estou falando da mulherada do microfone por aqui, mas não sei bem porque cargas d’água nunca dediquei um post todo só para a Duffy, além de um comentário rápido em um post sobre a Gabriella Cilmi há um ano. Porque sério, está aí uma cantora acima da média (embora uns alunos meus, ao ouvir o hit Mercy, disseram “Teacher, essa mulher não canta, ela mia!!” hehehe).

O legal da Duffy não é só o vozeirão, mas as músicas também são ótimas. Dia desses num ato de protesto contra a ausência do Fábio acabei assistindo Noivas em Guerra, e adivinha quem está na trilha? Duffy. Mais de uma vez, diga-se de passagem. Mas ok, ok, eu sei que presença em trilha sonora de comédia romântica não quer dizer nada, então eu separei aqui meu top5 para você, que ainda não conhece a Duffy, ter noção do que estou falando.

Continue lendo “Duffy”

Morrissey

morrissey_rockSemana passada ele fez 50 e eu acabei deixando passar batido aqui no Hellfire, shame on me. Porque veja bem, minha adolescência (e o que eu sou hoje) não teria sido a mesma se em algum momento eu não tivesse ouvido esse cara cantando versos como “I am human and I need to be loved, just like everybody else does” ou ainda “The more you ignore me, the closer I get. You’re wasting your time“. Não tirando os méritos do Marr, que é também “culpado” pelos Smiths estarem no meu top5 de bandas favoritas, mas veja bem, a carreira solo do Moz também foi muito importante para mim.

Quando a banda acabou em 1987 eu ainda nem me ligava em música. Então eu poderia até conhecer algumas canções, mas significa que eu sabia o que era. Aí em 1995, eu lá com meus 14 anos e mil minhocas na cabeça, fui re-apresentada para a banda, através de uma fitinha cassete que copiei com muito gosto. Tinha uma seleção de melhores dos Smiths, e daí para partir para o Morrissey solo não demorou muito. Vocês não imaginam minha felicidade quando finalmente consegui comprar o Vauxhall and I (lançado em 1994), por exemplo.

Continue lendo “Morrissey”

Discos do ano que você nasceu

anos80-1e2O UOL colocou no ar ontem uma seleção bem interessante, dos melhores discos lançados em 1989 (20 anos atrás, sacou sacou?). O que eu achei bacana reparar é como relacionamos certas bandas aos anos 90 mas nos 80 elas já estavam gravando. Caso do Nirvana (com Bleach), Red Hot Chili Peppers (com Mother’s Milk) e nine inch nails (com Pretty Hate Machine).  Também bate aquele momento “Poutz, to véia!” ao ver Like a Prayer da Madonna entre os lançamentos daquele ano. Engraçado como a noção de tempo varia quando o assunto é música (e bem, quando os anos vão passando, certo?).

Inspirada por essa lista do UOL resolvi dar uma pesquisada para saber o que estava saindo em 1981 (ano em que eu nasci, para os que não sabem), até para ver se não tinha mais um desses casos de bandas que já estavam labutando, só esperando o tão sonhado momento do estouro. Para tal, usei a boa e velha wikipedia em inglês como fonte. Para quem ficar com vontade de fazer algo igual, basta usar esse link aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Category:xxxx_albums , trocando o xxxx pelo ano em que você nasceu.

Continue lendo “Discos do ano que você nasceu”

Compras estranhas

booksbuyEntão que eu tenho cá essa minha mania de comprar livros. Não chega a ser compulsão, porque sou uma pobre consciente e não gasto o que não tenho, mas que vira e mexe fico namorandinho novos livros para comprar antes mesmo de terminar de ler os da última compra, eu fico. É mais forte do que eu, sabe. Vejo lá um site de livraria e fico fuçando os lançamentos, as promoções, as edições especiais… ai ai. Mas como já dito antes, não tenho tanta bufunfa sobrando então a escolha tem que ser mais criteriosa.

O problema é: mesmo com critérios (às vezes um tanto estranhos, do tipo “Caraca, olha o tamanho desse livro só por 20 reais!!!!”) algumas vezes eu acabo me metendo em roubadas. Por roubadas não quero dizer necessariamente que o livro seja ruim. Mas é um daqueles casos em que você olha para a estante e pensa “Onde eu estava na cabeça quando comprei isso?”. Resolvi então comentar de alguns deles com vocês, no…

Continue lendo “Compras estranhas”

Bandas de mentirinha… ou nem tanto.

jemOntem voltei do cinema toda empolgada com Watchmen (sim, adorei) e fui dar aquela fuçada básica nos perfis dos atores para saber o que mais estavam fazendo além desse filme, até levando em conta que os jornais estão falando bastante sobre o fato de ser um elenco “sem estrelas”. Aí logo de cara vejo que o Dr. Manhattan é o Billy Crudup, que fez o Russell Hammond em Quase Famosos (“I AM A GOLDEN GOD!”, lembra?). Fiquei chocada, porque ok, e muito azul para reconhecer qualquer um ali, mas a distância entre o Hammond e o Manhattan é imensa.

Então, como minha cabeça funciona na base da associação, logo lembrei da banda fictícia do filme Quase Famosos, a Stillwater. E pensei na quantidade de bandas fictícias que a tv e o cinema já lançaram por aí, e por conta disso resolvi fazer um novo top5 :mrpurple: Portanto, vamos ao…

Continue lendo “Bandas de mentirinha… ou nem tanto.”

Filmes para ver na sexta-feira 13

brownladyÉ, vocês sabem, não carrego comigo qualquer superstição sobre a sexta-feira 13, por outro lado tenho meus rituais (digamos assim) para esse dia, como já comentei tempos atrás. Um deles é  assistir filmes de terror (ok, eu sei que assisto sempre, mas pelo menos eu tenho uma desculpa para assistir mais alguns). Então se você também quiser embarcar nessa, algumas sugestões. Primeiro, uma dica: fuja desse remake de Sexta-feira 13 que está chegando aos cinemas hoje. Se geral continuar pagando por esse tipo de filme, eles continuarão esse esquema nada criativo e quem perde somos nós.

Outra dica é a lista dos melhores filmes de terror segundo o IMDb. Sabe como é, leva em consideração os votos dos usuários, então quanto mais gente fazendo a lista menos chances de ser injusta. Você também pode ver alguns títulos da lista das 100 cenas mais assustadoras do Cinema (mas cuidado com os spoilers desse site). Por último, vocês podem aproveitar um dos títulos do meu top5, tcharam!

Continue lendo “Filmes para ver na sexta-feira 13”

Top5 livros em 2008

happy-20new-20year-20balloonsAntes que eu me esqueça, um feliz ano novo para todos vocês. Esse ano não procurarei por aquelas mensagens bonitas de agendas porque tem um post que quero escrever antes que o ano acabe: os melhores livros de 2008. Mas esse ano as coisas serão um pouco diferentes: ao invés de falar dos lançamentos do ano como fiz em 2007, falarei de cinco livros que li esse ano, sem me preocupar com a data de lançamento. O que fez com que eu decidisse mudar o critério é porque em 2008 li dois livros maravilhosos, daqueles que entraram na minha lista de favoritos de todos os tempos, e eles simplesmente ficariam de fora por causa da data de lançamento aqui no Brasil. Então, sem mais enrolações, vamos para o…

Continue lendo “Top5 livros em 2008”

Filmes de vampiros

let_the_right_one_in_posterEntão que com a chegada de Crepúsculo (o filme) no Brasil começaram os listões de filmes de vampiros nos nossos jornais. O G1, por exemplo, fez uma listinha dos vampiros mais pop do cinema. Eu resolvi fazer um top5 sobre isso hoje nem tanto por causa desse revival todo, mas porque seguindo a sugestão lá do nerd-o-rama, assisti ao Let the right one in, filme sueco que lembra bastante Crepúsculo quanto ao enredo (adolescente se apaixona por uma vampira, etc.), mas que no desenvolvimento não tem nada a ver com a adaptação da obra da Meyer.

Porque aqui o tom que pesa é o do horror. Mesmo o romance entre Oskar e a vampira Eli é extremamente sombrio, com o menino a todo tempo entre o medo (medo mesmo) e a curiosidade. Enfim, é um filme bacaninha e fica aí de sugestão para a macharada que não quer saber de sacarose e quer mais é sangue e sustos. Terminado o momento dica do dia, vamos agora ao top5…

Continue lendo “Filmes de vampiros”

Posts Memoráveis

Hoje em dia todo mundo quer tirar um pedacinho dessa história de blogs. Publicitário fazendo campanhas em função dessa ferramenta, gente “famosa” fazendo blog para criar qualquer polêmica e ganhar seu espacinho abaixo do sol, zoações aos fatos mais marcantes do momento e por aí vai. Tem o grupo dos saudosistas que dizem que a “blogosfera” não é mais a mesma, tem os que desesperadamente querem fazer parte do clubinho e bom, tem aqueles que acham blogosfera uma palavra muito feia (eu pelo menos acho).

A questão é que independente do quanto se problematize a ferramenta nos dias de hoje, ela continua sendo apenas isso: uma ferramenta. O detalhe é que alguns parecem a combinar muito bem com as palavras, e disso saem posts memoráveis. Eu não sei sobre vocês, mas eu tenho cá meus favoritos, e resolvi fazer um top com alguns deles, até para ter um registro para quando ouvir a barbaride do “blogs não servem para nada“. E antes que eu me esqueça: o top5 hoje está em ordem de “lembrança”, não em ordem de quanto eu mais gostei, hehe.

Continue lendo “Posts Memoráveis”