Bandas de mentirinha… ou nem tanto.

jemOntem voltei do cinema toda empolgada com Watchmen (sim, adorei) e fui dar aquela fuçada básica nos perfis dos atores para saber o que mais estavam fazendo além desse filme, até levando em conta que os jornais estão falando bastante sobre o fato de ser um elenco “sem estrelas”. Aí logo de cara vejo que o Dr. Manhattan é o Billy Crudup, que fez o Russell Hammond em Quase Famosos (“I AM A GOLDEN GOD!”, lembra?). Fiquei chocada, porque ok, e muito azul para reconhecer qualquer um ali, mas a distância entre o Hammond e o Manhattan é imensa.

Então, como minha cabeça funciona na base da associação, logo lembrei da banda fictícia do filme Quase Famosos, a Stillwater. E pensei na quantidade de bandas fictícias que a tv e o cinema já lançaram por aí, e por conta disso resolvi fazer um novo top5 :mrpurple: Portanto, vamos ao…

… TOP 5 BANDAS DE MENTIRINHA… OU NEM TANTO!

5. Stillwater

Ok, comecemos então com quem serviu de inspiração para esse top5. O fato é que musicalmente eu só lembro de Fever Dog, que gostava bastante e ouvia sem parar logo após assistir ao filme. E a banda não é exatamente fictícia também, levando em conta que o filme é levemente autobiográfico e Cameron Crowe (diretor) escreveu para a Rolling Stone, mas no caso sobre a banda nada de mentirinha Led Zeppelin (a saber, o diretor diz que também se inspirou em outras duas bandas para criar a Stillwater: The Allman Brothers Band e Lynyrd Skynyrd).

4.  The Rutles

Eu adoro The Rutles! É, de certa forma, a mistura de duas das coisas que mais gosto lá as ilhas britânicas: Monty Python e Beatles. Monty Python porque a cabeça por trás da banda fictícia é Eric Idle, um dos membros do grupo de comediantes. E Beatles porque a idéia do Rutles é fazer uma paródia da banda para um mockumentary chamado  All You Need Is Cash. As músicas são todas meio parecidas com as dos Beatles, mas com as letras mais zoadas, como dá para ver nesse video aqui de Get up and Go. Simplesmente hilário!

3.The Commitments

Baseado no livro do escritor Roddy Doyle, o filme The Commitments conta a história de um grupo fictício de jovens desempregados da Irlanda que se une para formar uma banda de soul.  E eis que a banda do filme fez tanto sucesso que até hoje em dia eles ainda fazem shows, sempre com pelo menos um membro do elenco do filme. E o som deles é MUITO bacana! Basta ouvir a versão da banda para Mustang Sally para entender, é daquelas músicas que você deixa repetindo no seu player sem parar, hehe.

2. The Blues Brothers

Começou no final dos anos 70 como parte de um sketch musical do programa de humor Saturday Night Live, com os comediantes Dan Aykroyd e John Belushi, que encarnavam Jake e Elwood Blues, os tais dos “Irmãos Blues”. Mas a coisa deu tão certo que simplesmente não dá para tratar como uma banda de mentirinha: uma discografia com 14 álbuns não é para qualquer um. É só ouvir Everybody Needs Somebody para entender.

1. Spinal Tap

Aqui a ideia é parecida com a dos Rutles: um mockumentary, mas nesse caso sobre as bandas de metal. Algumas piadas desse filme eu dou risada até hoje, só de lembrar (tipo a discussão sobre a capa do álbum que eles estavam para lançar). E as músicas, apesar das letras que tendem obviamente para o humor (pense em um refrão assim: Big bottom, big bottom/Talk about bum cakes, my girl’s got ‘em/Big bottom drive me out of my mind/How could I leave this behind?), o som é bem legal. E acabou que de quando em quando a banda começou a fazer shows de verdade, ficando também naquela linha entre ser banda de mentira e de verdade.

Na verdade dava para fazer uma lista enorme aqui, incluindo aquelas dos desenhos animados (lembram do quarteto do qual o Homer fez parte? E da banda Josie and the Pussycats? e Jem e as Hologramas? etc.), mas se bobear isso até serve para um post separado. De qualquer modo, para vocês que gostam do assunto, vou deixar aqui um link bem interessante: THE ROCKLOPEDIA FAKEBANDICA.

Um comentário em “Bandas de mentirinha… ou nem tanto.”

  1. O Stillwater também tinha um pouco de The Who (a cena no avião teria sido com a banda de Keith Moon e cia).

    E eu incluiria na lista o The Wonders. That Thing You Do é simplesmente contagiante, e as músicas menos famosas também são legaizinhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *