Feliz Ano Novo!

E que 2011 seja um ótimo ano para todo mundo que de vez em quando dá uma passadinha aqui. Aproveitando o post só para deixar o link desse tumblr excelente que conheci ontem à noite: If we don’t, remember me. Cinéfilos, passem lá – é diversão garantida. Tirei o gif que ilustra esse post dali.

A evolução dos blogueiros

Dia desses eu tinha postado aqui a evolução dos geeks, e agora está rolando por aí a evolução dos blogueiros. Eu não consegui me achar aí, até porque o Hellfire é meio esquizofrênico, mas enfim, tá aí para os outros blogueiros tentarem se localizar. É só clicar na imagem para ampliá-la.

(Antes que eu me esqueça: passei na prova teórica do Detran. Agora são as aulas práticas ^^ )

Vrum vrum!

Eu ando meio sumida porque estou fazendo autoescola e porque quando não estou cumprido a carga horária absurda de aulas teóricas, estou dando atenção para o Arthur, que fala mais do que o homem da cobra, acreditem. Ok, não fala. Faz “Aguuuu, aguiiii”, mas acho de uma falta de educação tremenda não respondê-lo. E nisso passamos o dia todo numa conversa meio sem pé nem cabeça. Anyway, para não juntar pó aqui no Hellfire, deixo essa Evolução Geek, que eu posso jurar que foi o @efurbino que postou lá no Twitter. Clique na imagem para ampliar.

(Sinceramente não sei onde me enquadro. Muitas alternativas O_o)

Plim-plim

Propaganda cara-de-pau do Meia Palavra, mas vocês sabem, é um cantinho que me enche de orgulho e tudo o mais. Então, para quem perdeu, vamos lá:

  • Como aquecimento para a chegada do autor no Brasil, começamos a promoção “Conn Iggulden na Bienal”, que vai até dia 03/08. Se ainda não participou, ‘bora lá mandar email.
  • 10 Perguntas e Meia para Tony Belotto – siiiim, o Tony Belotto dos Titãs e dos livros do Bellini. Boa entrevista, vale a pena dar uma conferida. E fiquem espertos porque logo chega outro 10 Perguntas e Meia muito legal.
  • A lista de sugestões d’Os 14 Casais Fofos da Literatura que está rolando lá no Votorama MTV foi criada por membros do Fórum Meia Palavra. A enquete ficará aberta por mais 20 dias, e eu até sugeriria uma trollagem nérdica que tirasse Harry Potter e Crepúsculo das primeiras colocações, mas meeeh, deixa a rapaziada ser feliz.
  • E bem, aproveitando para deixar o convite: se tiver algum artigo que você queira publicar no Blog Meia Palavra, basta mandar um email para meiapalavra@meiapalavra.com.br. E se ainda não visitou o Fórum Meia Palavra, passa lá que no momento está rolando uma discussão bem legal sobre Cândido do Voltaire no Clube de Leitura.

Crustáceo saboroso?

Ok, estamos perto da hora do almoço. Aí você abre a página inicial do G1 e entre tantas matérias vê isso aqui:

Ahmm… hum… tudo bem, deve ser uma piadinha envolvendo Espanha e paella e meu senso de humor não está tão afiado assim para sacar.

Edit: Opa, já arrumaram. Agora ‘bora almoçar, né.

Efeito Streisand

Você já ouviu falar do Efeito Streisand? Talvez não ligue o nome ao acontecimento, mas tenho certeza que você já deve ter batido os olhos em diversos casos sobre isso enquanto lia notícias na internet. Efeito Streisand, segundo a tia Wiki:

O Efeito Streisand é um fenômeno da Internet onde uma tentativa de censurar ou remover algum tipo de informação se volta contra o censor, resultando na vasta replicação da informação. Exemplos de tais tentativas incluem censurar uma fotografia, um número,um vídeo,um arquivo ou um site. Ao invés de serem suprimidas, as informações rapidamente recebem uma extensiva publicidade, sendo largamente publicadas em diversos outras fontes e sites de relacionamentos, intensamente procurada em buscadores (como o Google) ou distribuídas em sites de compartilhamento de arquivos.

Ou, trocando em miúdos, quando na tentativa de abafar algo a pessoa acaba tacando mais lenha na fogueira. Um excelente exemplo disso é o caso da dona Cicarelli, que para evitar que assistissem seus chamegos no mar achou que a melhor saída era acabar com o YouTube no Brasil (WTF?!!). O que poderia ser assunto de um final de semana acabou se estendendo por muito tempo, até pelo absurdo da situação. E bem, acho que mesmo minha vó deve ter visto o tal do vídeo. Continue lendo “Efeito Streisand”

Dica de natal: não compre nas Americanas

(Observação de 01/05/2010: O .:Hellfire Club:. teve um problema com o servidor no qual era hospedado, perdendo não só os posts que estou recolocando aos poucos, mas também as imagens. Algumas podem ser recuperadas sem problemas, outras, como no caso desse post, não. Porque tratavam-se de print screens que ilustravam e provavam o que ocorreu durante minha compra em dezembro. Então fica só o registro em palavras mesmo, fazer o quê.)

Comprei no dia 17/12 alguns presentes para minha família. Dia 17, sabe como é. São cinco dias úteis até o natal, uma folga considerável para produtos de entrega imediata, certo? Bom, errado. Eu sei que fazer compras em lojas “reais” são um saco, levando em conta que estão lotadas e tudo o mais, mas pelo menos você compra e sai de lá com o produto em suas mãos, não fica na dependência de um péssimo serviço que sequer dá conta de atender direito o público em caso de reclamação. Ok, vamos à saga.

Continue lendo “Dica de natal: não compre nas Americanas”

Je tue un ami

A internet é cheia dessas coisas estranhas e sem grandes serventias, então não fiquei muito surpresa quando meu irmão me apresentou um site francês (Je tue un ami, chuto que  seja algo como “eu matei um amigo”), no qual você envia a foto de um conhecido que será assassinado, hum, virtualmente. Tudo é baseado naquele já até meio manjado esquema da montagem da foto sobre um video já pronto. Algumas vezes demora para carregar e dá umas travadinhas, mas não deixa de ser interessante (mas sim, mórbido). Acho aconselhável usar a brincadeira só com quem seja bem próximo ou tenha lá um certo humor negro, porque caso contrário a coisa pode soar (bem) mal. São assassinatos com detalhes, então o site não é aconselhável para menores de 16 anos. Para conferir, clique nos assassinos abaixo.

Manias estranhas no Twitter

27 de setembro de 2007 (uia!) eu comentei brevemente sobre o Twitter, como uma dica para quem não tinha nada para fazer e queria matar um tempo. O tempo passou, lançaram até ideias semelhantes (como o Plurk) e para falar bem a verdade, eu ainda acho que o funcionamento da ferramenta mudou um tanto. Embora as pessoas ainda falem o que estão fazendo, é inegável que alguns tweets são bastante interessantes, trazendo informação de forma rápida – quase como se fosse um agregador de notícias. Pensem lá no caso do Michael Jackson, para entenderem o que estou falando.

E como não poderia deixar de ser, os usuários do Twitter já revelaram suas manias estranhas. E aqui eu falo de forma geral, não apenas dos brasileiros, embora vocês saibam que nós temos um dom especial no campo das manias estranhas. Aliás, aviso desde já que eu muito provavelmente já fiz uma ou duas das coisas listadas aí, então não se ofenda caso você faça algo que comentei, não é pessoal: ninguém está livre de ser um pouco maluco na internet. Então segue agora mais um Top5 (já que faz tempo que não elaboro um): Continue lendo “Manias estranhas no Twitter”