20 Clichês dos Filmes de Terror (parte II)

Continuando a série iniciada aqui, vamos agora ao 15º clichê dos filmes de terror (aliás, desse aí até a série de filmes Todo Mundo em Pânico já tirou sarro):

15. O cara negro – ou qualquer outra minoria – morre: Isso se tornou padrão desde a criação do slasher no final dos anos 70 e é epitomizado pela fala de Orlando Jones em Evolução: “Já vi esse filme. O cara negro morre antes.”

14. As vítimas jogam as mãos para o alto e gritam quando o assassino se aproxima: Aparentemente, se você não é a estrela, você simplesmente deixa o cara malvado te matar com menos  que um apito de segurança ou um spray de pimenta. Isso poderia funcionar com as atrizes desmaiando no anos 40, mas hoje em dia você tem que esperar que alguém use pelo menos uns golpes de Tae Bo.

13. A vítima em fuga – normalmente uma mulher – cai ao tentar fugir do assassino: É por isso que os assassinos não usam sapatos com cadarços. Já ouviu falar de velcro?

12. O “amigo imaginário” da criança acaba sendo de verdade: Se seu filho diz que o amigo imaginário dele é um plantador de fumo do século XVIII chamado Jebediah, é hora de se mudar.

11. Um velho ou uma velha convenientemente explica todo o passado do assassino para o herói: Se você sabe tanto, por que não está morto?

E por hoje é só, continuo depois :g:

1 pensamento em “20 Clichês dos Filmes de Terror (parte II)”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *