Vergonha

vc009003.jpgEntão que hoje cedo eu estava no busão porque tinha que aplicar prova oral e bem, como de costume, fico lá ouvindo conversas alheias. Na minha frente, duas senhoras discutiam qualquer coisa a respeito da imagem que os estrangeiros fazem de nós, brasileiros. Eu peguei o bonde andando (háhá), mas no meio da conversa surgiu algo assim “Eu tenho vergonha de ser brasileira!

E sabe, tive muita vontade de dizer: “Minha senhora, o sentimento que o brasileiro tem que ter não é o de vergonha, mas o de culpa. Culpa por não saber votar e permitir que a idéia de que político é corrupto seja encarada como um fato. Culpa por ficar indiganado e não fazer nada para mudar. Mais culpa ainda tem de ficar sentindo vergonha de político corrupto, mas achar super normal ‘molhar a mão do guarda’ para escapar de uma multa, ou ter tv à gato em casa.”

Eu sinceramente acho escroto o sentimento de vergonha pela própria nação, tanto quanto o ufanismo sem sentido. Mas acho que sua pátria, como tal, merece no mínimo respeito. Esse é um dos problemas do brasileiro, parece que o sentimento de pátria/nação só surge quando tem gol do Ronaldinho ou Gisele Bunchen rebolando lá fora.

Vergonha é sentimento de quem definiu por si só que não dá mais para mudar. E achar que não dá para mudar, é coisa de derrotado. Para cada político ladrão tem pelo menos cinco heróis anônimos fazendo a diferença em suas comunidades, porque ainda acreditam na mudança, e não porque querem aparecer no Fantástico.

Vergonha? Falta é vergonha na cara de assumir que é muito mais cômodo reclamar do que fazer qualquer coisa.

***

Como podem ter percebido, fiquei meio afastada nos últimos dias por causa da última semana de aula: aplicar prova, corrigir prova, fechar nota… Mas agora tudo volta ao normal, incluindo o Hellfire. E mais uma vez faço o convite para todos os leitores: não deixem de visitar o Meia Palavra.

Caso seja sua primeira vez em um fórum e você esteja meio inseguro sobre como utilizar, pode mandar um e-mail para mim e eu explico tudo direitinho, prometo.

5 comentários em “Vergonha”

  1. Bom… eu sou meio suspeito para comentar sobre esse post, mas não porque eu tenha vergonha da minha condição de ser brasileiro, tanto porque não acredito em divisas. Acho que esse problema de sentir vergonha do próprio país, é bem delicado. Não acho que devamos perder tempo discutindo se quem está errado é o envergonhado ou o patrióta, creio que devamos discutir como ajudar o país, até mesmo com pequenos atos, porque por mais possamos nos tornar um grande potência e um lugar melhor de se viver, sempre haverá probemas…

  2. Não é uma questão de patriotismo, Breno (e não era bem disso que eu falava), mas de só reclamar e não fazer nada. Tem muito patriota por aí que é igualzinho ao envergonhado…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *