Dublê de Anjo (The Fall)

the-fall-by-tarsemLindo. Lindo de tantas formas que chega a ser uma pena que seja lançado direto em dvd aqui no Brasil (chega dia 12 desse mês) e com esse título brega. Inicialmente você pensa que está assistindo a uma versão 2000 de Princess Bride, aquela coisa de um adulto contando uma história fantástica para uma criança. Mas as semelhanças param aí, até porque The Fall não é um filme para crianças, especialmente porque apesar da doçura da história, a verdade é que o tom predominante é o drama.

Mas vamos do começo: na Los Angeles da década de 20 uma menininha chamada Alexandria está internada em um hospital porque caiu de uma árvore enquanto colhia laranjas. No mesmo hospital encontra-se Roy (interpretado pelo pie maker de Pushing Daisies, o Lee Pace), que também se feriu em uma queda. Pouco sabemos das personagens no começo, eles são apresentados aos poucos. Mas a verdade é que elas cativam já nos primeiros minutos.

tarsem-the-fall-stills-07Alexandria, por exemplo, com os olhares e o jeito de falar simplesmente dá vontade de apertar as bochechas. É uma das coisinhas mais fofas que já vi no cinema, e acredito que seja encantadora por representar pura e simplesmente o que ela é: uma menina de cinco anos. Sem aquela coisa típica de “criança-adulta” que o cinema tanto adora apresentar. Ela é inocente, doce, o que não significa dizer que seja burra (é só ver o caso em que ela traduz o que a mãe diz para o médico “Nós falamos assim mesmo”, diz a menina quando ele nota que obviamente a mãe fez uma pergunta que não foi traduzida).

A história contada por Roy é bem fantasiosa, e é aqui que o termo “Lindo” se encaixa não só ao enredo, mas pelas cenas maravilhosas criadas para falar sobre os heróis que buscam vingança (detalhe, um dos “heróis” é Charles Darwin). Características da personagens e eventos vão tomando forma a medida que Alexandria e Roy se aproximam e se conhecem melhor, e no final das contas ambos criam juntos o destino do Bandido Azul e seus companheiros.

É realmente uma história tocante e muito, muito bonita. Como disse antes, uma pena que será lançada em DVD porque é o tipo de filme que vale a pena assistir na telona, tamanha a beleza de algumas cenas.  Para quem ficou curioso, segue o trailer legendado em português. E não esqueçam, o filme chega nas locadoras agora dia 12.

4 comentários em “Dublê de Anjo (The Fall)”

  1. Realmente um filme magnífico. Concordo que não seja um filme infantil pois trata-se uma fábula para adultos como foi Em Busca da Tterra do Nunca, com Johny Deep. Só que este Dublê de Anjo tem um argumento bem mais cinzento o que estabelece um belo jogo de contraste com a coloração exacerbada da fantasia contada pelo personagem Roy (Lee Pace). Realmente a pequna atriz que faz Alexandria é magnífica em sua interpretação que passa a beleza pueril de como as crianças eram no início do século XX, período em que se passa a história. Discordo apenas quando você diz que o titulo em português é brega. Na verdade remete a uma ambiguidade que caberia aplicar aos protagonistas. Quem é o dublê de anjo afnal : o depressivo dublê de cinema Roy, que mesmo emocional e fisicamente ferido desperta na pequena menina, orfã de pai, a sensassão de segurança e conforto ou é a angelical Alexandria, que de modo puro, não intencional desperta em Roy as forças necessárias para recomeçar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.