Ah, as personagens!

indiceFalando sério, acho que alguns livros não são legais necessariamente por causa do enredo, mas por causa das personagens. Aquela coisa, história não muito original, mas aí chega aquela figura que se destaca por dizer coisas que você adoraria ter dito, ou por agir de um jeito que às vezes só funciona na Literatura mesmo. Eu tenho certeza que você já passou por isso também – assim como sei que em algum momento na adolescência até uma paixão platônica deve ter aparecido (ou no mínimo o desejo de poder conhecer a personagem na vida real).

Foi pensando nisso que resolvi fazer esse meu top5, só com meus personagens favoritos de todos os tempos. Se eu lembrar, estenderei isso para o cinema também. E fique à vontade para postar sua lista aqui nos comentários, até porque aquela coisa, consequentemente acaba virando sugestão de leitura para todos, né?

5. Capitão Rodrigo (O Tempo e o Vento, Erico Verissimo)

Eu gostei muito de O Continente (primeira parte da série), mas em nenhum momento me empolguei tanto quanto como quando o Capitão Rodrigo estava na história. É uma personagem tão cativante que até quando ele apronta você, como leitor, fica buscando justificativas para os atos dele (e gente, não tem justificativa!).

4. Lord Henry Wotton (O Retrato de Dorian Gray, Oscar Wilde)

Uma boa parte dos aforismos de Wilde que pessoal sai citando por aí estão em O Retrato de Dorian Gray, quase todos ditos por Lord Henry. As observações ácidas (e sim, algumas vezes frívolas) sobre todos ao seu redor são extremamente espirituosas. Lembra da famosa “Posso resistir a tudo, menos à tentação”? Poisé. Coisas de Lord Henry. Wilde realmente caprichou.

3. Athos (Os Três Mosqueteiros, Alexandre Dumas)

Todos os mosqueteiros são cativantes, e acho que para quem lê essa história escolher um favorito é meio como escolher um Beatle favorito, no final das contas. Pois bem, o meu favorito é Athos. O jeitão meio quieto e misterioso, o passado triste. Eu sei que não são características para uma personagem tão leve como os demais, mas lembro que adorava os momentos em que ele aparecia na história.

2. Rob Fleming (Alta Fidelidade, Nick Hornby)

Dia desses o Ramalokion definiu bem lá no Meia Palavra: parece um amigo conversando com você. Rob é meio loser, meio esnobe,  meio perdido, enfim… meio como todo mundo. E aí você não só se reconhece no que ele diz, mas também reconhe outras pessoas. A identificação fica quase impossível de não acontecer, especialmente no caso de jovens adultos que estão mais ou menos na mesma situação que ele.

1. Visconde de Valmont (As Relações Perigosas, Choderlos de Laclos)

Eu sempre fico em dúvida entre ele e a Marquesa de Merteuil, porque ambos são uns manipuladores detestáveis, mas a verdade é que concluindo o livro, quem consegue ganhar a simpatia do leitor embora seja um vilão (e o é), é o Visconde. E tá, eu li depois de ver o filme, e aí é impossível não pensar em John Malkovich como o Visconde, blé =P

5 comentários em “Ah, as personagens!”

  1. Great!

    Meu top 5:

    Lord Henry Wotton (Retrato de Dorian Gray)
    Marvin (Guia do Mochileiro das Galáxias)
    Queequeg (Moby Dick)
    Randolph Carter (Dreamquest to unknown Kadath)
    Gollum (O Senhor dos Anéis)

  2. Em primeiríssimo lugar para mim está o Monge Takuan, do livro Musashi. Cada frase que ele fala ou é uma piada ou um super ensinamento, ou os 2 ao mesmo tempo. Difícil escolher outros 4, mas…:
    O “mago” Rincewind! (Discworld, Terry Pratchett)
    Rob Fleming (Alta fidelidade)
    Mulher do médico (Ensaio sobre a cegueira)
    Peter Pan (Peter Pan, J.M. Barrie – sim, ele é instável e mata índios e piratas… “Morrer seria uma grande aventura”)

  3. hummmm nossa, isso é muito verdade rs vc me fez voltar a adolescência e lembrar da minha paixão pelo Vasco da sequência Clarissa, Musica ao longe, Um lugar ao sola e Saga do Érico Veríssimo.
    bom é um top 5 então:
    2 Victor Laszlo (casablanca)
    3 John Willoughby (sense and sensibility)
    4 Robbie Turner (reparação)

    um é cinema e os outros foram filmados…então os atores também interferem..mas….

    beijo

  4. tem personagem que não gostaria de me ver nele, ali, relfetido diante dos meus olhos. o modo de pensar, as suas ações é que me fazem reconciliar com a literatura em dias tenebrosos…

    mas coloca aqui os cincos, sempre os mais contemporâneos:

    Macunaíma
    Senhor Palomar :ideia:
    Lorde Henry
    Os cronópios (ou seriam as famas?)cortazianos :blah:
    Luís da Silva

    fica difícil ficar apenas nos cinco.
    Abraço Ana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *