Nada é fácil de entender

flower_of_carnage_by_thegirlinthebigboxNa segunda-feira a tarde quando cheguei no trabalho fiquei sabendo que uma menina tinha se suicidado no banheiro de uma escola aqui de Curitiba. Sim, a curiosidade mórbida impera e a pergunta que quase todo mundo tem feito desde então é o que levou a menina de 14 anos a puxar o gatilho naquela manhã. Nesse caso, fico lá com os versos do Renato Russo “Nada é fácil de entender” – e não é mesmo. E por isso não quero discutir o suicídio aqui, como muitas pessoas estão fazendo. Até porque já participei de discussões sobre o assunto, que invariavelmente querem tratar de um modo simplista algo que é extremamente sério.

O que queria comentar aqui, no final das contas, é uma questão que fiquei matutando desde aquele dia. Reparem que se vocês procurarem qualquer informação nos jornais sobre o evento, não encontrarão. Ou, se encontrarem, não mencionarão o que de fato aconteceu. Aí lembrei daquele ano que cursei Jornalismo (cof, cof) quando o professor cujo nome não lembro mais disse qualquer coisa sobre jornalistas não noticiarem suicídios.

Então, na época ficamos com a explicação de que isso acontecia “Para não incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo” e aquilo me pareceu ok. Só esqueci de perguntar se há uma regra, uma lei, ou qualquer coisa do gênero sobre isso, até porque confesso, achei estranho um assunto ser TÃO comentado entre as pessoas e simplesmente não ser registrado na imprensa. Dá uma sensação meio 1984, de que aquilo não aconteceu, entende?

Pois então, não querendo entrar nos méritos da minha óbvia dependência da mídia, resolvi perguntar lá no twitter sobre o que está por trás da não-publicação de notícias envolvendo o assunto. Como resposta, enviaram para mim dois artigos bem interessantes abordando essa questão:

Noticiar sim, mas como?

Imprensa e suicídio, uma abordagem ética e técnica.

Além da explicação do Fabiano por scrap lá no orkut:

não pode noticiar suicídio mesmo. o motivo é que isso pode incentivar outros suicídios. quando os jornais noticiaram a morte da marilyn monroe, por exemplo, o índice de suicídio subiu absurdamente. pra vc ter uma ideia, várias pessoas em todo o mundo se matam todo dia pulando no trilho do metrô, mas nada disso é noticiado. as estações fecham por algumas horas por “motivos técnicos”, não sei se você já percebeu. o suicídio só pode ser noticiado se for alguém famoso, ou um caso excepcional. e, mesmo assim, se deve evitar ao máximo a palavra “suicídio” – você pode dizer, por exemplo, que fulano “caiu do décimo andar”. o dapieve escreveu um livro sobre suicídio e a imprensa, se chama “morreu na contramão” e eu recomendo altamente.

só mais uma coisa: no livro, o dapieve diz que o suicídio é um fenômeno da razão, e não da loucura. a pessoa calcula por muito tempo como e onde se matar. um suicida em potencial que lê no jornal o suicídio de outra pessoa pode se sentir atraída a fazer o mesmo porque percebe que não está “sozinha”.

O que no final das contas acho que já responde muito bem para nós, leigos, o motivo pelo qual não encontramos notícias sobre o assunto. Por isso agradeço desde já quem respondeu, acho gratificante ter alguns pontos de interrogação a menos na cabeça 😉

4 comentários em “Nada é fácil de entender”

  1. Eu até concordo com isso, porem, não se pode noticiar um suicidio mas pode noticiar um estudante que entrar em uma escola e mata dezenas de pessoas. Não sei se eu tenho uma forma de pensar diferente mas, acredito que o segundo caso influencia mais as pessoas que o primeiro. Acredito que seja mais fácil uma pessoa pegar uma arma e atirar para todos os lados do que atirar na própria cabeça.

  2. Eu também tenho meus questionamentos sobre isso, no final das contas. Do tipo “E pq então noticiam os suicidios de celebridades, que são muito mais imitadas que qualquer zé mané?”

    De qualquer forma, resolvi deixar questionamentos e opiniões de lado até porque não gostaria que qualquer analfabeto funcional típico da internet chegasse aqui dizendo que esse post faz apologia ao suicídio, o que não faz.

  3. Acho que outro motivo pelo qual não se costuma noticiar os suícidios é que é um crime meio “sem culpado”, digo não há o que se investigar, o que descobrir, a quem punir, pois quem “matou” a pessoa já foi punida. Tendo isso em vista é até melhor não noticiar, até pra não trazer mais sofrimento pros familiares e amigos.
    Eu me lembro uma vez que achei na net um fotolog de uma garota que havia se suicidado, antes dela fazer isso ela postou uma última foto, dela com uma amiga. A amiga está sorrindo, mas ela está olhando para a câmera de uma maneira muito séria, até sinistra, e o texto do post era apenas “adeus =(“. Sempre que me recordo disso me dá arrepios o.O

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.