Dead Until Dark x True Blood

sookieebillAcabei de terminar de ler Dead Until Dark, livro de Charlaine Harris no qual se baseou a nova série da HBO True Blood. Ao contrário de Guilty Pleasures acho que voltamos ao esquema de “livro de vampiros que agradará mais ao público feminino”, mas acho que os fãs das histórias de vampiros devem gostar bastante porque muito do mito foi preservado: a necessidade de sangue e as fraquezas como luz do sol e alho, por exemplo. Mas como a narradora é a Sookie, algumas passagens ficam meio “menininha” demais, como por exemplo quando a protagonista está reparando na derrière do chefe (Sam).

De qualquer modo, o livro é divertido e tem como vantagem sobre a série o fato de mostrar mais dos vampiros e menos das personagens humanas chatas. Inclusive algumas personagens que são chatinhas na TV são bem legais no livro. E foi pensando na questão da adaptação que eu resolvi apontar algumas diferenças básicas entre True Blood e a obra de Charlaine Harris. Óbvio, um montão de spoilers e tudo o mais, só continue lendo o post se isso não for fazer diferença alguma para você.

sookieSookie: Infelizmente há pouca diferença entre a personagem no livro e na série. É igualmente bobinha e sem graça, com a diferença que em Dead Until Dark ela vive pirandinho sobre o relacionamento dela com Bill, enquanto na série eles dão uma breve pincelada sobre isso no momento em que ela surta sobre ele estar sempre a protegendo. No livro ela é mais safadinha também, deixando claro que só não namora por causa do “dom” de ler mentes que tem. Pinta um JB na história que teria sido namorado dela, mas ele não ganha muito espaço na história, então provavelmente por isso ele ficou de fora na adaptação. Algo interessante é que na história ela inicialmente é considerada uma das suspeitas dos crimes envolvendo as fang bangers (vampirófilas na tradução aqui do Brasil), é só após a morte da avó que as investigações começam a focar mais no irmão, Jason (que também já era suspeito).

billBill: a principal diferença entre o Bill do livro e o da série é que no livro a personagem é muito melhor trabalhada. Ele parece mais frio e distante também, do tipo que acha que assassinato está ok e que tomar sangue de prostituta é normal, já que o mantem vivo. Outra coisa é que ele é muito, muito tarado. Não, sem dar uma de inocentinha, mas eu achava que o Guilty Pleasures teria mais momentos de sexo, e no final das contas nem teve nada. Aí chega Dead Until Dark com Bill dizendo “We should definitely not be kissing. Still less should I want to throw you back on the porch and fuck you till you faint”. Ueeepa! Ah, claro: no caso do assassinato do barman do Fangtasia, não é Bill o culpado, então não tem todo aquele blablabla de julgamento nem a vampira aborrescente (uma pena, porque acho que foi um dos momentos altos da série, hehe). No caso ele se afasta temporariamente de Sookie para tentar um “cargo” oficial entre os vampiros em New Orleans, e lá ele torna-se investigador da Área Cinco. Ah, sim: aquele negócio da season finale com ele se queimando para salvar a Sookie e tudo o mais não rola, ainda bem.

jasonJason: Convenhamos, na série de TV ele é *muito* chato. Nos primeiros episódios só sabemos que ele é um mongo que está sempre no lugar errado na hora errada e que trepa muito (mais que o Bill no livro, heeeim). No original ele é bem mais bacaninha. Para começar, não pira muito sobre a Sookie com o Bill (fica mais naquela de irmão protetor e querendo saber se está tudo bem com ela). O único conflito entre os dois é na morte da avó, e nesse caso o estopim foi o fato de Sookie ser a única a receber alguma coisa de herança. No livro ele também acaba sendo um dos suspeitos, principalmente por causa da sex tape com a Maudette, mas aqui as coisas só ficam ruins mesmo para ele com a morte de Amy. Amy? Aquela que mostrou as peitcholas na tv? Poisé, uma mudança bem significativa: Jason não fica viciado em V (o sangue dos vampiros) e o relacionamento dele com Amy é o mesmo de com qualquer outra mulher na cidade, ou seja, superficial. Não tem nada de amor, “essa é para casar” nem peitcholas. Desculpem, meninos.

taraTara e Lafayette: Tara simplesmente não existe. E aí fico pensando: por que diabos na série na hora de fazer “mudanças” para a adaptação, eles escolheram justamente fazer a personagem mais chata de todas? Poisé, não dá para entender. Por outro lado o pessoal da HBO foi extremamente feliz em aumentar o espaço para o Lafayette, que é de longe uma das personagens mais legais da série. Porém, no livro ele primeiro é apresentado como “o cozinheiro” (sequer tinha nome) e depois aparece muito pouco, apenas em ações no Merlotte’s (como quando Sookie chega toda serelepe no trabalho após a primeira vez). Sem Lafayette e sem Jason viciado uma coisa que achei bem interessante na série também ficou de fora do livro: a questão dos drogados. E a parte dos “direitos civis” dos vampiros não é muito bem abordada nem em um nem em outro, então não era um ponto fraco da série em si, digamos assim. Mas nos fringir dos ovos até que eles conseguiram se manter fiéis à obra, salvo as alterações que apontei aqui e outras pequenas que na verdade servem para adaptar as novas mudanças, digamos assim.

Se continuarem assim (e tirarem a Tara da série eheheheh) o segundo ano tem tudo para ser muito melhor do que o primeiro, já que o Eric tem uma participação maior nos livros. Não, eu ainda não li o segundo livro, mas já li as sinopses (é, eu não me agüento). E para quem mesmo sabendo que esse post era um spoilerzão só chegou até o fim, um alívio: tem muitos outros detalhes bacaninhas da história que eu não comentei aqui. Vale a pena ler o livro, que chegou aqui no Brasil com o título Morto até o Anoitecer (antes que eu me esqueça, por causa de True Blood vão relançar o título aqui no Brasil, e aparentemente a série toda será publicada).

16 comentários em “Dead Until Dark x True Blood”

  1. Eu nunca disse que twilight não é menininha =P
    BTW, o Fábio já está no quarto livro e a toda hora fica dizendo “Isso é livro pra mulé” (não sei pq ele ainda não parou de ler, mas enfim, aí já é outro assunto).

  2. Tu és a única que fala mal da Tara…em todo lugar que leio o povo a adora. De chata ela não tem nada…é uma das persoangens mais interessantes dos últimos tempos.

  3. Algém teria os livros 6 7 8 e 9 em prtuguês da Charlaine Harris pra me mandar? ja li os 5 e to muito curiosa ai meu Deus me ajudem…
    Obrigada. torço por Bill e Sookie.

  4. Gente, adoro a serie, ja vi toda a primeira temporada, estou anciosa pela segunda.
    Comecei a ver por ser doida por vampiros
    Confesso que nao sabia que era livro, alguem poderia me dizer os nomes deles e em ordem?
    Vi crepusculo e li o livro, achei meio infantil. Mas é legal.
    Desde ja muito obrigada.

  5. Ana, a ordem é:

    # Dead Until Dark
    # Living Dead in Dallas
    # Club Dead
    # Dead to the World
    # Dead as a Doornail
    # Definitely Dead
    # All Together Dead
    # From Dead to Worse
    # Dead and Gone (chega agora em maio)

  6. bom, eu gosto da Tara. Acho que ela faz uns comentários muito interessantes e é bem inteligente. é só deixar de lado a parte que ela sempre acha que tem alguém contra ela, e akele trem do exorcisomo e talz… que ela é bem legal. Eu racho de rir com o Jason, como alguem pode ser tão retardado?? ainda não li os livros, mas vou ler 🙂

  7. hEYYY
    adorei o post..
    assim q terminei de ver a 1ªtemp(tudo baixad da net)
    fikei viciada!!! peguei o livro pra ler…da net mesmo….
    estou em mais da metade…
    eu reparei nessas mudanças eu realmente fikei triste por Lafayette, ele eh muito engraçado…
    e tb por causa da vampira aborrecente eu passei a gostar dela…. ja q eu vi o setimo cap da 2ª essa semana…..e tou baixando o seg livro…..
    gostei muito do post!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *