Os Indomáveis (3:10 to Yuma)

dan_evans__christian_bale__and_ben_wade__russell_crowe__in_310_to_yuma.jpg(Sim, eu tinha prometido para quinta, mas sabe como é…)

Minha relação com filmes distos “western” é meio estranha. Por exemplo: em uma locadora, eu simplesmente passo reto pela prateleira do gênero. Reto mesmo. Em compensação, os poucos filmes do estilo que assisti, eu adorei. Como no caso de Os Indomáveis, o remake de Galante e Sanguinário (wtf, duas chances e eles conseguem fazer uma tradução horrível do título?!)

Por que Os Indomáveis é legal? Primeiro porque tecnicamente é um trabalho impecável. Segundo, porque vocês sabem, eu tenho cá minha queda por vilões e anti-heróis, e o filme apresenta um dos vilões mais legais que já vi: Ben Wade, muito bem interpretado por Russel Crowe.

Sabe aquele personagem que você tem consciência que é malvado, que é ruim, que deveria se dar mal no fim e mesmo assim ele é tão carismático que você acaba torcendo para que de alguma forma a trama o favoreça no final? Pois então. É lógico que o Wade não seria tão legal se a “contraparte” dele também não o fosse.

É aí que entra meu meninão Christian Bale mais uma vez, como Dan Evans, um fazendeiro que está mais ferrado que corinthiano no meio da torcida do Palmeiras, digamos assim. Ele é o fulano que vai mostrar o que é certo, o que é o bom. O que faz de Wade um vilão. E o que é mais legal: enquanto seguem para a estação onde Wade pegará o trem para Yuma, ambos acabam se aproximando, ao ponto de um cara fechado como Evans explicar os motivos de suas ações para alguém como Wade.

É realmente muito, muito legal. E é empolgante. Os minutos finais são daqueles que você quase não pisca e a conclusão, se chega a ser piegas, ainda tem lá um toque de humor (promovido por Wade, é claro). A data de estréia eu não sei ao certo, ficou meio confusa, mas é certeza que chega antes do Oscar. Corra para o cinema assistir, porque esse vale muito a pena.

Em tempo: fiquem de olho no Ben Foster (atuando como Charles Prince). É bem provável que saia uma indicação para melhor ator coadjuvante aí.

7 comentários em “Os Indomáveis (3:10 to Yuma)”

  1. Eu não um grande fã de westerns, mas de vez em quando é legal de se assistir, até porque não deixam de ser filmes de época, e isso já faz eles terem um pontinho a favor no meu conceito, hehe
    Quando aparecer por aqui vou dar uma conferida 😉
    Até mais.

  2. Eu sou fãzaço de faroeste e curti demais esse filme! Gosto do clima empoeirado desses filmes, dos cavalos, das pistolas, dos whiskyes… Gostei de ver o Luke Wilson aparecendo do nada durante alguns minutos, e realmente o final é muuuuuito empolgante!:joinha:

    Quer umas dicas? Procure assistir Os Imperdoáveis (1991), do Clint Eastwood. Esse é um absurdo de bom!:lol:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *