Esquenta para o Oscar 2015

Oscar_2015

Seguindo a tradição, vale lembrar que amanhã é noite de Oscar! Com apresentação de Neil Patrick Harris (e um monte de apresentações musicais, aposto), a transmissão está prevista para começar às 23:45 na Globo (sim, aquela velha história, não dá para tirar uns poucos minutos de Faustão, Fantástico e BBB para passar toda a cerimônia dane-se quem gosta de acompanhar e só pode ver pela tv aberta). Para quem tem tv a cabo, na TNT a previsão é de que a transmissão comece às 20:30.

E agora alguns links relacionados:

Guia para seu Bolão do Oscar, lá no Vida Ordinária

Palpitando o Oscar 2015, por Ana Maria Bahiana

Também da Ana Maria Bahiana, um artigo no Blog da Companhia: O prêmio, essa força estranha

As 10 pessoas que mais receberam agradecimentos no Oscar (para surpresa geral, Harvey Weinstein está em segundo)

Oscars Bingo!, no Guardian

E continuando os joguinhos, o Guardian também tem esse: You don’t know Oscar

O Hollywood Reporter publicou como no ano passado entrevistas “brutalmente honestas” com membros da academia comentando seus votos. Tem aqui parte 1, 2, 3, 4, 5.

E quando você terminar de ler esses artigos, vai achar que o Oscar é decidido desse jeito.

Sobre meus palpites, esse ano está cheio de categorias já definidas há tempos (daquelas que você pode esperar um O QUEEEEEEEEEEEEEEE? gigante se for outro resultado). Atriz principal Julianne Moore, Ator coadjuvante J.K. Simmons, atriz coadjuvante Patricia Arquette e eu ainda acho que Boyhood está com pelo menos Direção e Edição garantidos. Com ressalvas, porque Birdman ganhou força no final, então além de melhor filme pode ainda conseguir tirar o que já era certo de Oscar de melhor ator para Eddie Redmayne (no caso o Oscar iria para Michael Keaton. Tem todo um papo que a atuação do Redmayne em Jupiter Ascending pode criar um efeito negativo).

Naquela categoria onde pesa mais o visual, eu apostaria em Grande Hotel Budapeste. Som (edição e mixagem), eu nem vi (nem vou ver, há!) falam muito de American Sniper, então parece uma aposta razoavelmente segura. Canção pode acabar sendo o único Oscar de Selma, com Glory. Trilha sonora eu apostei no Desplat só porque ele foi indicado duas vezes, haha.

Sobre os roteiros, adaptado parece que ficará com The Imitation Game (eu torceria por Whiplash, mas a explicação para ele estar ali no adaptado aaargh, bem coisa do Oscar mesmo…). Original, Grande Hotel Budapeste.

Acho que é meio que isso. Fico aqui achando que não importa muito o resultado eu estarei ok com as escolhas, fora uma vitória bizarra do Bradley Cooper, bleargh.

Como de costume, estarei no twitter comentando e volto na segunda com comentários sobre a cerimônia. Isso se eu não dormir no meio de um número de musical ou outro, pans.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *