Supernatural S06E19 e S06E20

Então que eu gostei muito do episódio 19 (Mommy Dearest) desta sexta temporada, mas eu estou tão, mas tão desconfiada do trabalho dos roteiristas de Supernatural que eu tenho certeza que se eu decidisse rever os episódios eu veria um monte de buracos nas explicações que eles arrumaram para amarrar todo o monte de gororoba que acabaram colocando nesta temporada (Crowley, os alfas, a Eve, a guerra no céu, etc.). Minha memória é ruim e por enquanto não consigo achar nada, então por enquanto posso me considerar satisfeita com a tal da amarração.

O que ficamos sabendo é que a Eve está voltando com força total, colocando um monte de cria para tocar o horror porque hum, Crowley está judiando as crianças dela (os alfas estavam sendo torturados para dizer para o demônio onde ficava o purgatório, leeeembra?). Aí Dean fala o que nós também falaríamos, ei moça, você tá atrasada, o Cass fez churrasquinho dele tem uns episódios já. E tchanaaaaaam, grande surpresa, ele está vivo. Sério, para mim foi surpresa mesmo, depois que Cass queimou os ossos dele eu só pensei “Poutz, mataram a personagem mais legal que apareceu recentemente!” e buenas, vamos continuar assistindo ao show.

Mas eis que o episódio é concluído com uma cena de Castiel no lugar onde os Winchester mataram Eve (ou seja, ela não era a “chefona” dessa temporada) e aí aparece ninguém mais, ninguém menos do que Crowley reclamando que perdeu a conta das vezes que ele veio limpar a bagunça do Castiel. HEIM? Todos que não ficam atrás de spoilers da série devem ter ficado com um baita de um ponto de interrogação na testa. Não posso comentar o episódio 19 sem comentar dos Jeffersons Starships, eu morria de rir toda vez que um deles se referia ao novo monstro como “Starship”, muito engraçado mesmo.

Aí que o episódio 20 (The man who would be king) vem para aparar as arestas e explicar o que realmente aconteceu desde que Lucifer e Michael foram presos na gaiola das loucas. Eu adoro o Castiel, desde que ele apareceu na série. Mas achei que nesse episódio esqueceram do essencial sobre ele, que ele é um anjo e alheio aos sentimentos humanos. Eu prefiro ele assim do que em crise no céu, se questionando se fez a coisa certa e ó, meus amigos. Então que o episódio inteiro meio que se baseia nessa dúvida de Cass, se ele tomou a decisão certa. Que decisããão?

Então que finalmente ficamos sabendo qual é da guerra no céu. Meio que o Raphael chamou o Cass, disse “se ajoelha e pede pra sair senão você tá morto” e avisa que o plano dele é fazer o Apocalipse acontecer. Castiel que agora ganhou consciência e liberdade (aprendeu com os Winchester, diz ele), diz que não, nada de Apocalipse, isso é coisa da quinta temporada. E aí que ele tem que juntar alguns anjos para irem contra Raphael e parar os planos dele para a quinta temporada, digo, para o Apocalipse.

Só que ele é fracotinho e sabe que vai apanhar muito, e é aí que Crowley entra na equação, propondo um negócio da China: localizam o purgatório para pegar as almas dos monstros, compartilham fifiti-fifiti o que conseguirem e cada um taca o horror nos seus devidos lugares. E aí que tivemos lá seis temporadas e Dean e Sam go emo, agora também tem o Castiel pirando a batatinha.

Enfim, eu gostei da explicação, mesmo. Como disse, ainda não lembro de nada que pudesse mostrar alguns furos nessa história toda (fora que a Eve overreacted bagarai), mas bem, pelo menos agora a trama está coesa, o que eu achava que faltava desde o começo, quando parecia que os roteiristas estavam atirando para todos os lados para tentar justificar a continuação da série. E agora é isso, mais dois episódios e chegamos ao season finale. O chefão no final das contas é Raphael, acho. Ou seria o fantasma da quinta temporada?

2 comentários em “Supernatural S06E19 e S06E20”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *