Supernatural S06E09 e S06E10

Então que eu comecei a colocar as séries em dia novamente. Comecei por Supernatural, que estava mais fácil, mas depois ainda quero dar uma olhada em House, Mentalist e sim, terminar The Walking Dead. E quem sabe Boardwalk Empire. E Californication. Ouch, ok, vamos estabelecer metas realistas e nos concentrar em Supernatural então, que pelo menos eu sei que vou dar conta.

Fazia já algum tempo que eu não assistia (dois meses para ser mais exata), mas aquelas pausas malucas que fazem do nada acabaram deixando um saldo de três episódios para ver e um novo para conferir ainda essa semana. Que tal, heim? Eu que tanto reclamava das pausas, agora até vendo um lado bom nisso. E foi bom dar uma parada também porque eu estava com aquele gosto meio amargo de “Caraca, essa temporada tá muito ruim!” e pude ao menos me divertir com o que veio, como nos velhos tempos.

Isso porque Clap Your Hands If You Believe (S06E09) lembrou os melhores momentos da série. Com algumas situações hilárias, equilibrando com o mistério – aquela fórmula que funcionava tão bem antes de todo o blablabla de apocalipse. Aqui o que chamou mais a atenção foi como conseguiram desenvolver bem a ideia de Sam sem alma, ficou ótimo (e muito, muito engraçado!). Eu não sei porque se enrolaram tanto para chegar nesse ponto, até porque se for para Sam ficar como nesse episódio, espero que ele nunca recupere a alma.

Empatia, Sam, Empatia!“, Dean dando a bronca no irmão foi de morrer de rir. E mesmo se pensar que Dean, que sempre foi o mais tosco dos irmãos, vai começar a funcionar como “consciência” de Sam, isso torna tudo ainda melhor. Foi realmente um episódio bacana, mesmo que meio amalucado (ets, fadas e talz, estava só esperando a hora que ia aparecer o trickster).

Mas a sexta temporada é meio esquizofrênica, e aí o episódio Caged Heat (S06E10) já voltou ao tom maizomeno que tem dominado esse ano. Não é que eu não tenha gostado, mas parece que o Vovô Winchester só aparece para quebrar o ritmo da história. Ficarei feliz se o Dean cumprir a promessa que fez e matá-lo da próxima vez que o encontrar, hehe. A dúvida de Sam se deve ou não recuperar a alma ficou interessante, e eu sou super a favor de que não recupere: ele já era o mais inteligente, e agora sem a emoção pesando, ficou ainda melhor.

Porém, o que chamou a atenção no episódio foi mesmo Castiel. A parte dele assistindo ao filme pornô foi impagável e bem, ele chuta a bunda do Crowley, né? Embora por um lado eu não tenha gostado porque afinal de contas era minha personagem secundária favorita, ainda assim gostei do jeitão do Cass perguntando “Você pode recuperar a alma de Sam?” e aí simplesmente acabando com ele sem o menor esforço quando o demônio disse que não.

A volta da Meg para mim não tem qualquer explicação, e essa trama da revolta no inferno e da revolta no céu não faz qualquer sentido na minha opinião. Mas ok, vamos entrar na brincadeira e considerar que faça, mesmo assim por que colocar a garota ali? E o que foi aquele momento com Castiel? Bizarro.

Aquela coisa: nos próximos episódios chegamos na metade da temporada. Eu vou acabar assistindo até o fim, e espero que tenda muito mais ao episódio Clap your Hands if you believe do que para o Caged Heat. Se for como o primeiro, eu até continuo acompanhando a próxima temporada.

3 comentários em “Supernatural S06E09 e S06E10”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.