Posts Memoráveis

Hoje em dia todo mundo quer tirar um pedacinho dessa história de blogs. Publicitário fazendo campanhas em função dessa ferramenta, gente “famosa” fazendo blog para criar qualquer polêmica e ganhar seu espacinho abaixo do sol, zoações aos fatos mais marcantes do momento e por aí vai. Tem o grupo dos saudosistas que dizem que a “blogosfera” não é mais a mesma, tem os que desesperadamente querem fazer parte do clubinho e bom, tem aqueles que acham blogosfera uma palavra muito feia (eu pelo menos acho).

A questão é que independente do quanto se problematize a ferramenta nos dias de hoje, ela continua sendo apenas isso: uma ferramenta. O detalhe é que alguns parecem a combinar muito bem com as palavras, e disso saem posts memoráveis. Eu não sei sobre vocês, mas eu tenho cá meus favoritos, e resolvi fazer um top com alguns deles, até para ter um registro para quando ouvir a barbaride do “blogs não servem para nada“. E antes que eu me esqueça: o top5 hoje está em ordem de “lembrança”, não em ordem de quanto eu mais gostei, hehe.

1. 1994 do Estranho Vizinho. Já falei dele antes em outro momento, mas é de longe um dos posts mais legais que já tive a oportunidade de conferir. É extremamente pessoal, mas não tem como se identificar (pelo menos aos que viveram 1994, disso tenho certeza). Sky mandou muito, muito bem nesse post.

2. Absurdo do De que jeito? O blog do Moskito tem uma série de posts memoráveis, mas esse é o post que sempre lembro quando vejo alguma referência ao De que jeito? (incluindo esta colaboração hilária dele no Garotas que Dizem Ni).

3. Tradução Canhestra, do Jesus, me chicoteia! Um daqueles exemplos de como o blog pode ser uma ferramenta legal. O conto do Isaac Marion (Eu sou um zumbi apaixonado) é simplesmente um dos mais legais que já li. Não fosse o Marco Aurélio traduzir e publicar no blog, provavelmente não teria conhecido. Se ainda não conhece o conto, vá logo ler.

4. Pior que odiar a Literatura é “odiar” quem a odeia?, do Discreto Blog da Burguesia. Ok, eu sei que é meio suspeito já que trata-se de Literatura, mas aqui na verdade foi um combo. O Folco fez uma lista de comentários tirados de uma comunidade do orkut e o post deu o que falar. Aí veio o Ristow com uma resposta muito, muito legal.

5. Qual o sentido da minha vida?, do Blog Roger Jones. Eu já tinha falado do Roger Jones há uns dois anos atrás. Foi uma daquelas figuras que surgiram no começo do orkut, e o blog dele é mais um daqueles cheios de posts memoráveis. Humor nonsense, vocês sabem que eu tenho uma queda por isso.

6 comentários em “Posts Memoráveis”

  1. Sabe, esse tipo de post da Anica é bom por 3 motivos:

    1. Ser lembrado por uma pessoa que é importante pra mim
    2. Conhecer blogs novos e legais
    3. O boom no analytics :g:

    Valeu pela lembrança, Anica. E, sabendo que tu gosta dos meus posts pessoais, já te adianto que tenho em mente mais 2 😛

  2. A gente realmente pode encontrar textos muito bons nos blogs, coisas de alto nível mesmo. É um grande erro ter essa visão preconceituosa em relação aos blogs, como se fossem apenas coisas fúteis e descartáveis (até mesmo com os do tipo “querido diário”, com os quais sei que você não simpatiza muito, rs). Espero um dia escrever algo que mereça uma menção sua, hehe
    Até mais.

  3. Muito legal este Blog , cheguei aqui por uma pesquisa no google sobre o Roy orbison e fui direcionado par outubro de 2007 , ainda bem que fiquei curioso e conheci este blog

  4. Daniel, eu gosto dos ‘querido diário’, mas quando são mais de desabafo. Aqueles que são para descrever que a pessoa acordou, foi ao shopping e comeu sanduíche já têm um potencial mais raro, heehhe

    E Fábio, obrigada pelo elogio ao Hellfire. Espero que continue voltando :ueba:

  5. Eu comecei a escrever por válvula de escape sabe? Era melhor escrever que ficar guardando, e até hoje é assim… Depois com o Gabriel pra acompanhar a gravidez, e agora acompanhar a mudança rs… mas sei lá nunca (acho que nunca rs) escrevi qsobre rotina diária kkk, deletei blogs de outros anos e me arrependo, queria voltar e ver como eu pensava. Assim com ome arrependo de ter deixado meus diários na casa da minha avó e terem jogado fora…

    Enfim, blogosfera é uma palavra horrorosa mesmo e eu prefiro não participar dela :blah:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *