Oscar: time will tell

Acompanhar o Oscar é coisa de masoquista, só pode. Ou gente que tem um gosto enorme para ser contrariada. É impressionante como o senso comum nunca bate com as opiniões da dita “Academia”, e filmes que mereciam todo tipo de reconhecimento simplesmente passam batido. Um exemplo? Good night and Good luck é muito superior (em todos os sentidos) ao Crash, mas é certeza que o segundo será o grande vencedor desse ano.

Porém, há uma pequena vingança para os mais pacientes: o tempo é implacável, e os que não eram merecedores são lançados ao esquecimento, quando alguns que sequer foram indicados continuam sendo favoritos de muitas pessoas, mesmo anos depois. Como sou legal (e ainda estou de férias), resolvi fazer uma lista de pequenas injustiças que o tempo já arrumou.

Trilha Sonora 1995 – O grande vencedor da noite foi O Rei Leão. Já soa um tanto injusto porque deixou para trás nada mais nada menos do que a trilha sonora de Forrest Gump, que é fantástica. Mas o pior é simplesmente não achar a trilha de Pulp Fiction, nem na lista dos indicados. Agora me diz: Girl You’ll Be a Woman Soon ou Hakuna Matata?

Atriz 1999 – Por incrível que pareça, a injustiça não é por Fernanda Montenegro não ter levado, mas pela Gwyneth Paltrow ganhar com o patético Shakespeare Apaixonado, em um ano no qual Cate Blanchett está incrível em Elizabeth. Com o tempo, Gwyneth aparece em filmes cada vez mais inexpressivos e Cate… Alou, Senhor dos Anéis? Aviador?

Ator coadjuvante 1973 – Impressionante. Eles simplesmente indicam Al Pacino, Robert Duvall e James Caan por seus papéis em O Poderoso Chefão e conseguem dar o prêmio para Joel Grey pelo filme Cabaret. Mais impressionante ainda é que Al Pacino não leva Oscar nenhum por seu Michael Corleone. Falasério!

Para quem quiser saber mais sobre o que aconteceu nos outros Oscar: Webcine (títulos em Português) e IMDB (títulos em Inglês).

16 comentários em “Oscar: time will tell”

  1. É o famoso Jabaculê agindo no mundo do cinema, mas como vc mesmo disse o tempo comprova quem realmente merecia o mérito. Algumas indicações chegam a ser uma piada, para não dizer ofensa.

    Não sei vc chegou a ler a matéria onde Samuel L. Jackson, que faz parte da dita “acadêmia”, explica como vota nos indicados?

    Ele primeiro procura na lista o nome de alguns amigos, quando os encontra pede a mulher que vote também… simples, não??

    P.S.: Quanto ao Al Pacino eu prefiro nem dizer nada, sou fã de carteirinha do cara e qualquer comentário seria de idoneidade duvidosa, hehe.

  2. Ronzi on 20 Fevereiro, 2006 at 3:03 pm said:

    É o famoso Jabaculê agindo no mundo do cinema, mas como vc mesmo disse o tempo comprova quem realmente merecia o mérito. Algumas indicações chegam a ser uma piada, para não dizer ofensa.

    Não sei vc chegou a ler a matéria onde Samuel L. Jackson, que faz parte da dita “acadêmia”, explica como vota nos indicados?

    Ele primeiro procura na lista o nome de alguns amigos, quando os encontra pede a mulher que vote também… simples, não??

    P.S.: Quanto ao Al Pacino eu prefiro nem dizer nada, sou fã de carteirinha do cara e qualquer comentário seria de idoneidade duvidosa, hehe.

    Você sabe onde posso encontrar essa matéria? Na verdade sempre tive curiosidade para saber como funciona do “lado de dentro”.

    Ronzi on 20 Fevereiro, 2006 at 3:05 pm said:

    Vc tem uma fixação com a Emile, né? :dente:

    Ah, ela é cute! :mrpurple:
    E é “tema” do meu blog desde 2004, se não me engano. Meio que não consigo mais relacionar com o “tema” original (o Clube do Inferno dos X-Men hehehehe)

  3. Ronzi on 20 Fevereiro, 2006 at 3:43 pm said:

    Dos X-Men? Pensei que fosse uma referência ao “Hellfire Club” que aparece em Prelúdios e Norturnos quando Morpheus Disputa o elmo com Choronzon…

    A referência que vc pediu: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ilustrada/ult90u57618.shtml

    Mas se vc procurar no google tem mais.

    É quase como a história do nome do meu gato Jordan: há sempre uma versão mais galmourosa, mas eu sou sincera :dente:

    Obrigada pelo link 😉

  4. Não sei quem liga pro Oscar. Só trouxa mesmo. Eu particularmente abro um jornal ou revista numa crítica e rio. Rio porque criticas, prêmios e afins são patéticos. Rio porque eles são dados por idiotas sem talento que julgam os talentos dos outros. Rio pra não chorar.

  5. Acho bobagem apenas criticar, existem muitos filmes realmente bons premiados no Oscar e é injusto não admitir isso. Quan aos idiotas sem talento, acho que isso é um tanto quanto atirar para todos os lados, é inegável a qualidade de alguns atores. Claro que existe, como em toda mídia, o Jabá, mas ao fazer uma crítica não podemos nos ater apenas a isso.

  6. Eu não me ligo muito em cinema, pelo menos não metade do que eu me ligo em literatura, e quando eu me ligo é em filme de nerd (eu simplesmente AMO Bergman e Fellini)- por isso não sei nada sobre o Oscar.
    Mas, realmente, o Pacino não ganhar Oscar pelo GodFather é injustiça. Tal qual a trilha do Pulp Fiction não ganhar. Mas tudo bem… Essa academia é ocidental demais pra saber de alguma coisa. Se eles fosse alemães ou russos eles poderiam ter algum crédito, mas não, são apenas americanos… hahahaha
    smack

  7. Ronzi on 20 Fevereiro, 2006 at 9:21 pm said:

    Acho bobagem apenas criticar, existem muitos filmes realmente bons premiados no Oscar e é injusto não admitir isso. Quan aos idiotas sem talento, acho que isso é um tanto quanto atirar para todos os lados, é inegável a qualidade de alguns atores. Claro que existe, como em toda mídia, o Jabá, mas ao fazer uma crítica não podemos nos ater apenas a isso.

    O problema é que o tal do Jabá tira a credibilidade da coisa, se é que vc me entende. Por exemplo, nada me tira da cabeça que a Halle Berry só levou aquele oscar naquele ano porque eles estavam num ano “vamos premiar atores negros” – mesmo porque ela já mostrou que é uma atriz fraca. Então tem tantos casos como esses, que a pessoa vê o Oscar sempre com aquele quê de descrença. O que é uma pena.

    Luciano on 20 Fevereiro, 2006 at 9:38 pm said:

    Eu não me ligo muito em cinema, pelo menos não metade do que eu me ligo em literatura, e quando eu me ligo é em filme de nerd (eu simplesmente AMO Bergman e Fellini)- por isso não sei nada sobre o Oscar.
    Mas, realmente, o Pacino não ganhar Oscar pelo GodFather é injustiça. Tal qual a trilha do Pulp Fiction não ganhar. Mas tudo bem… Essa academia é ocidental demais pra saber de alguma coisa. Se eles fosse alemães ou russos eles poderiam ter algum crédito, mas não, são apenas americanos… hahahaha
    smack

    E olha, você pode até estar zoando, mas isso é sério: o fato de o Oscar ser um prêmio americano influi muito. Aliás, eu ainda não engoli a história de que lá eles fizeram uma versão diferente de “Marcha dos Pingüins”. Bleh.

    newspaper editor on 20 Fevereiro, 2006 at 10:34 pm said:

    Explique-se quanto à análise da minha psique, por favor.

    Você não consegue ver o caráter lúdico da coisa :dente:

  8. Eu prefiro escolher meus filmes sozinha, independente dos prêmios da academia,alguns filmes que eu amo nem tem indicação nenhuma ao Oscar, Oscar para mim é mais para ficar babando pelos vestidos das atrizes, ou seja a entrada é melhor que o show em si :mrpurple:

  9. A Cate estava deploravel no Aviador…clássica premiaçao de consolação pra ela.
    E a trilha de Pulp Fiction nunca poderia ter sido indicada pois nao contem nenhuma canção original ou incidental.

  10. Deza on 21 Fevereiro, 2006 at 5:03 pm said:

    Eu prefiro escolher meus filmes sozinha, independente dos prêmios da academia,alguns filmes que eu amo nem tem indicação nenhuma ao Oscar, Oscar para mim é mais para ficar babando pelos vestidos das atrizes, ou seja a entrada é melhor que o show em si :mrpurple:

    😆 tb gosto de ficar babando nos vestidos. têm anos que elas decepcionam e usam uns trecos horríveis, mas outros que são lindos ^^

    Lu on 21 Fevereiro, 2006 at 6:47 pm said:

    A Cate estava deploravel no Aviador…clássica premiaçao de consolação pra ela.
    E a trilha de Pulp Fiction nunca poderia ter sido indicada pois nao contem nenhuma canção original ou incidental.

    Ela está perfeita, ainda mais se levar em conta que a “academia” adora premiar papéis como o dela (vide Ray, Ali e agora Capote). Sobre a trilha, não sabia que existia esse critério. Idiota, diga-se de passagem. 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.