Encontrando o passado

Realmente, é inevitável o encontro com o passado quando vou dormir lá no Leandro. Duas situações que mostram bem como lido com esse tipo de coisa:

<b>Situação 1</b>

Encontro Marina, uma garota que morava na mesma rua que eu e agora por uma coincidência absurda mora no apê debaixo do apê do Lê. Sorrio e cumprimento pensando <i>”Caralho, agora ela sabe que eu sou em partes responsável pelos barulhos de cama rangendo à noite.”</i>

<b>Situação 2</b>

Entro no ônibus e encontro o professor Rubens, que dava aulas de história para mim no 1º EG. Sorrio e dois segundos depois lembro <i>”Pqp, ele foi o professor que mais pegou no meu pé em todos os meus 13 anos de escola que incluem inclusive Walter e Ednardo!!”</i>

Legal, né? Quando nossa cara diz uma coisa e a gente tá pensando em outra.

***

A noite ontem no Sucatão foi ótima, o Azel apareceu por lá! Além dele foram também Lê, Kado, Alex, Marlo, William e Ziggy (que tem um apelido muuuuito foda!!). Eu era a única mulher na mesa, uhuuuuuuu!!!!! o/

Um momento cuti: eu, Alex e Kado.

<img src=”http://img.photobucket.com/albums/v322/sloboda/suc.jpg”>

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.