The IT Crowd

Clica aqui e vamos lá!
Clica aqui e vamos lá!

Uma mulher que entende lhufas sobre o universo geek por algum motivo aleatório passa a se relacionar com nerds. Não, eu não estou falando de The Big Bang Theory (que olha, até achava engraçadinha no começo, mas piiiiuf), mas de uma série britânica que foi lançada um ano antes, chamada The IT Crowd. Ok, paremos com as comparações aqui, porque The IT Crowd toma um outro rumo (e talvez por isso me agrade mais): não é só sobre ser nerd, e,  embora algumas piadas façam referência à cultura geek, a base do show não é essa, mas a relação entre Roy, Moss e Jen e seu cotidiano como empregados de uma grande empresa. E a graça é que os três são fantásticos, nenhum usa o outro de muleta ou brilha mais. Quando você pensa “Jen é minha personagem favorita”, vem um episódio impagável com o Roy, e aí depois o Moss e assim segue.

Como toda boa comédia britânica, muito do humor vem de situações completamente nonsense em que as personagens acabam se metendo, cito por alto aqui uma em que na empresa pensam que Jen morreu e um dos funcionários acaba achando que ela é um fantasma quando a vê, ou ainda um em que Moss fica preso dentro de uma daquelas máquinas de “pescar” brinquedos. Alguns episódios são claramente montados de modo a criar essas situações inusitadas, com acontecimentos aparentemente bobos que chegam em um momento completamente hilário, como quando no começo de um episódio Moss está assistindo a um comercial que informa que o número da emergência mudou de três dígitos para vários dígitos, e aí quando precisa ligar para a emergência um tempo depois, ele não consegue recordar do número.

E por nonsense eu reaaaaaalmente quero dizer nonsense
E por nonsense eu reaaaaaalmente quero dizer nonsense

Minha temporada favorita é a primeira, de longe a mais engraçada (e bizarra), mas é a partir da segunda que vemos os atores mais à vontade em seus papéis. Por exemplo, o ator que interpreta Moss arranca risos só com algumas expressões, sem precisar falar nada, o mesmo acontecendo com Jen, cada vez que ela dá de cara com algum absurdo e faz uma cara de paisagem que não dá para você parar de rir. E a consequência disso é que cada temporada tem pelo menos um episódio hilário e carregados de frases que anos e anos depois ainda são lembrados pelos fãs (e não só as “catchy phrases” como “Have you tried turn it off and on again?”). Os meus favoritos por temporada são:  The Working Out (sério, começo a rir sozinha só de lembrar algumas cenas) na segunda, Are we not men? na terceira e Jen the Fredo na quarta. O bacana de The IT Crowd é que não tem episódio ruim, mesmo os menos engraçados ainda assim são legais.

Acho que a única coisa que eu realmente não gostei foi a saída de Denholm Reynholm como chefe da empresa para a entrada do filho dele, Douglas. A personagem acaba tendo as piores piadas (até porque invariavelmente elas acabam envolvendo algo sobre sexo), e só para o fim da terceira temporada que começa a ter alguns momentos mais engraçados, enquanto Denholm era sempre engraçado (a cena em que ele contrata Jen é ótima e dá uma boa ideia de como ele será nos episódios seguintes).

Do you feel stressed?
Do you feel stressed?

E como disse antes, o legal da série é que não são só piadas do tipo “É Vista/Vamos morrer!” que fazem a graça de The It Crowd, mas o cotidiano deles. TPM, corações partidos, unir amigos do trabalho com os de fora do trabalho… está tudo lá. E se você pensar que o último episódio foi ao ar em julho de 2010, e ainda assim tem gente assistindo e gostando e comentando sobre a série (oi, eu) , acho que dá para ter uma ideia de como é uma comédia bacana e bem feita. Algumas considerações finais:

Ieeeei todos comemora
Ieeeei todos comemora

3 comentários em “The IT Crowd”

  1. Comecei a ver esse seriado. Não lembro a razão de ter parado de ver. Vou baixar de volta, Adoro a abertura (ficava revendo e revendo anos atrás; hoje, tive um revival disso). Parece ter mantido a identidade (nada de TBBT, que depois virou uma porcaria mesmo).

    Fiquei animado depois de sabe desse episódio especial. ^^

    1. TBBT ficou muito ruim. Não sei se pq também vi muita reprise na Warner, mas hoje em dia não vejo mais graça nenhuma.

      Torcendo para que o episódio especial venha mesmo, e que não seja como a história da quinta temporada que por anos falaram que viria mas nunca veio ><'

Deixe uma resposta para Arthur Tertuliano (Tuca) Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *