Eu, excluída digital

Quando você sai da classe “filha” para “mãe”, suas saídas passam a ser todas planejadas. Não rola mais aquela coisa de sair na loca, porque invariavelmente você terá que pensar o que fará com seu filho: vai levar com você? caso não leve, quem fica com ele? E já tem quase uma semana que eu planejei que hoje iria ao TRE, já que começaram a fazer recadastramento dos eleitores, para incluir foto e impressão digital e blablabla. Tem uma escala a ser seguida, que está sendo anunciada por tudo quanto é canto, e coube a mim, nascida em janeiro, estrear a bagaça – teria que fazer o recadastramento agora esse mês.

Então Arthur ficou com a vovó e lá fui eu para o TRE fazer o recadastramento, né. Camelando embaixo do sol, munida de endereço (R. João Parolim!) e toda a documentação que pediam (cpf, título de eleitor, documento de identidade e comprovante de residência), sigo meu caminho para o prédio do TRE. Quase na frente do prédio escuto uma mulher falando ao celular “Foi super rápido!” e fiquei toda animada. Chego na porta e sou recebida por uma enxurrada de estagiários. “Oi, o que você veio fazer aqui?”, pergunta uma delas com um sorriso no rosto.

WTF, fui fazer o que todo mundo estará fazendo nos próximos meses. Mas tudo bem, respondi educadamente que iria fazer o recadastramento. A menina tirou do bolsinho do guarda-pó um papel amarelo e me entregou, dizendo que era só aguardar o número da senha ser chamado. Adoro lugar com senha, dá uma segurança de quem ninguém vai ser espertinho e roubar seu lugar na fila, sabe como? Finalmente entro no prédio e PANS. Lugar lotadão. Olho para o telão, o número é 1302. Olho para meu papel, o número é 1508. FUUUUUUUUUUUUUUUUU

Olho ao redor e outras pessoas que chegaram depois de mim estão com a mesma expressão de FUUUUUUUUUUU. Uma estagiária pede “Por favor, não fiquem em pé aqui, porque aí outras pessoas não poderão entrar. Podem sentar.” Que bom que ela deixou a gente sentar, né. Mas aí você olha ao redor e cadê cadeira livre? Vou andando nas fileiras de bancos até que encontro um lugar. Naquele momento até lembrei do final do filme Os Fantasmas se Divertem, lembra? Mas ok, a moça da rua tinha dito que era rápido.

E o tempo passa e bem, rápido parece um conceito bastante relativo. Tinha comigo meu Ficção de Polpa, então pelo menos estava bem acompanhada. Vai passando o tempo, e eu olhando para aquela tela numa esperança bizarra de que o número saltaria de 1381 para 1508 magicamente. Nada feito. Fico estudando a geografia do local para chegar ao guichê que eu fosse chamada o mais rápido possível. Nemfu que perderia minha vez porque não achei meu guichê. Ok, até 57 era a sala onde estava, todos para atendimento preferencial. Sala 3 à esquerda era do 78 ao 100 e qualquer coisa. Olho para à direita na sala 2, uma faixa bem grande dizendo TÍTULO NET.

Hmkay.

Reparo que a sala está vazia. Olho para o telão das senhas e reparo que no mesmo lugar que pisca o número do atendimento preferencial, pisca senha desse tal de TÍTULO NET. Antes que eu pudesse até mesmo formular a pergunta em minha cabeça, chega um senhorzinho e questiona o estagiário que estava perto de onde sentei: MOÇO, QUE DIABOS É ESSE TÍTULO NET? Né? Que diabos é isso e porque lá parece tudo mais vaziozinho e legalzinho do que aqui?

O estagiário responde como que se estivesse lendo um discurso pronto. “É que você pode fazer a correção dos seus dados pela internet, e vir aqui apenas para confirmá-los e coletar as digitais e as fotos”.

Q?

VOCÊ PODE FAZER O NEGÓCIO DE CASA, FURAR ESSA FILA GIGANTE E A PORRA DO JORNAL NO QUAL LI A NOTÍCIA DO RECADASTRAMENTO NÃO MENCIONAVA NADA SOBRE ISSO?!!!!!!!!

(isso foi o que eu pensei, o senhorzinho só fez um “Ahhh, tá” e se afastou)

Fiquei tão fula da vida que precisava botar para fora, liguei para o Fábio e ele que me ouviu. Mais tarde, conversando com meu irmão, ele disse que a CBN está noticiando direto essa possibilidade de fazer pela internet. Eu não escuto CBN, e julgando o quão vazia estava a tal da sala do TÍTULO NET, acho que não só eu, né.

Enfim, senti na pele o que é ser uma excluída digital. Dói, viu. Quase 2 f* horas esperando, todos os meus planos para o resto da tarde foram para o ralo. Então, como eu sou muito legal, vou cá fazer meu serviço de utilidade pública. Primeiro, a escala de recadastramento (e fio, faz isso, senão você não pode tirar passaporte, não pode se matricular em curso superior e outras coisitchas mais):

– Eleitor nascido no mês de janeiro: deve comparecer ao TRE em abril de 2011;
– Eleitores nascidos nos meses de fevereiro e março: deve comparecer ao TRE em maio de 2011;
– Eleitores nascidos nos meses de abril e maio: deve comparecer ao TRE em junho de 2011;
– Eleitores nascidos nos meses de junho e julho: deve comparecer ao TRE em julho de 2011;
– Eleitor nascido no mês de agosto: deve comparecer ao TRE em agosto de 2011;
– Eleitor nascido no mês de setembro: deve comparecer ao TRE em setembro de 2011;
– Eleitor nascido no mês de outubro: deve comparecer ao TRE em outubro de 2011;
– Eleitor nascido no mês de novembro: deve comparecer ao TRE em novembro de 2011;
– Eleitor nascido no mês de dezembro: deve comparecer ao TRE de dezembro de 2011 até 20 de janeiro de 2012.

Prestem atenção que o lugar estava um inferno e contava só com os nascidos em janeiro. Mês que vem é fevereiro e março, dois meses. O mesmo para junho e julho. Já pensou como estará o TRE nesses meses? Então, aproveita e nao seja um excluído digital como eu, e usa o TÍTULO NET. E se não usar, depois não diga que não avisei.

3 comentários em “Eu, excluída digital”

  1. Opa opa opa! Ainda bem que tenho você em minha vida pq eu nem tava sabendo que tinha esse recadastramento hehehe O que gerou uma dúvida no íntimo do meu ser: transferir meu título para Sto André ou recadastrar em Curitiba mesmo e usar a desculpa das eleições para viajar? hihihihi Bjos e obrigada =)

  2. Desculpa mas foi muito engraçado! Ri muito com esse post e mais ainda imaginando você sentada ao lado de um tipo como o Bettlejuice. =D

    E obrigada pela dica! Já estava pensando que, no mês que vem, eu teria que passar por essa via sacra também. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *