Caro Emerald

Bom, eu adoro vocais femininos, isso eu sempre deixei bem claro por aqui. Gosto tanto que ontem trocando de canais aleatoriamente vi Sandy batucando e cantando no melhor estilo “divadampb” e pensei, uou, a menina cresceu e está até mandando bem. Sério. Enfim, pensando nisso eu acho que não é taaaaanta surpresa o fato de eu ter gostado tanto do som da holandesa Caro Emerald, apresentado há algumas semanas pelo meu irmão.

O álbum de lançamento (Deleted Scenes from the Cutting Room Floor) da moçoila foi oficialmente lançado em janeiro desse ano, e dá para dizer que fez sucesso suficiente para que até eu já tenha escutado, há. E é daqueles trabalhos gostosos, que você pode deixar tocando sem pular faixa alguma e pode até melhorar o seu humor em uma segunda de manhã, digamos assim.

As faixas vão desde jazz naquele estilo mais agitado – eu não saco de música para dar nome aos bois, mas sempre penso no escritor Fitzgerald quando escuto esse tipo de jazz (para ter ideia do que estou falando, dá para conferir em Dr. Wanna Do) até uma batidinha bem dançante que os jamaicanos emprestaram para a música (I Know That He’s Mine). Verdade seja dita, a única coisa que me incomodou foi um momento meio hip hop em Absolutely Me, mas nada que seja realmente irritante. No geral as músicas lembram muito o que poderia ser uma mistura do trabalho da australiana Gabriella Cilmi e da francesa Emilie Simon.

Minha favorita e indicadíssima para quem quer conhecê-la é A Night Like This (por acaso, foi a primeira que escutei dela e adorei mesmo). No video oficial dá para conhecer não só a música mas também o estilão da menina, que é bem legal. Outra que é ótima é The Lipstick on his collar, extremamente cool, assim como Just one dance, que também vale a pena conferir.

Fica a sugestão aí para quem, como eu, também tem preferência por vocais femininos. Na realidade eu acho que até para quem não é especialmente fã de vocais femininos, hehe. Caro Emerald realmente é bem legal, e bom, na pior das hipóteses é algo diferente para você ouvir naqueles momentos que sua playlist já parece estar se repetindo pela enésima vez (a minha não parece, ela repete mesmo).

Um comentário em “Caro Emerald”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *