A Duquesa

theduchessEntão que aproveitando as férias e aquele frio bizarro de ontem puxei meu cobertor e fui para a sala ver filminho. O que eu tinha disponível em DVD era A Duquesa, que estreou nos cinemas brasileiros em novembro do ano passado. Com Keira Knightley no papel da tal da Duquesa de Devonshire do título, e Ralph Fiennes como o maridón Duque, a história começa com tela negra e letrinhas brancas anunciando: baseado em uma história real. Eu desconheço a história de toda a realeza britânica, então não sei o quão reais são os fatos relatados ali, então deixei de lado a História e assisti só o Drama.

Como tal, A Duquesa é um filme acima da média. A história narra basicamente a vida de Georgiana1 após o casamento com o Duque de Devonshire. Digamos que o Duque não é exatamente um sujeito fiel, e no auge da sacanagem acaba levando a amante para viver com ele e com Georgiana. Acho que aqui dá para entender mais ou menos como se desenha a vida da duquesa: presa a um homem que odeia e que a odeia, por meras convenções sociais.

E eu acho que um momento chave do filme é justamente quando o Duque se aproxima da janela e observa os filhos brincando no quintal, e comenta com um dos raros sorrisos no rosto como a liberdade daquelas crianças era invejável. Ali ele revela que não é só Georgiana que está presa a uma vida que não deseja por questões de sociedade. Lembremos que no caso da realeza britânica os casamentos não são tão simples como para as heroínas de Jane Austen, não é simplesmente uma questão de casar com uma pessoa de riqueza. Era necessário o sangue azul, digamos assim.

Mas é como eu falei: não espere grande reviravoltas na história, nem grandes momentos de demonstração de girl power.  Talvez até pela falta desses elementos o filme não seja daqueles imperdíveis, mas apenas bom. Porque na parte técnica eles foram impecáveis, desde o figurino até a ambientação. E sim, Keira e Fiennes dão conta do recado – no caso da Keira eu confesso que fico até um pouco surpresa, não esperava mais do que os biquinhos tristonhos que ela já tinha mostrado em Pride and Prejudice.

Um aviso para a macharada: filme de mulé. Se você não anda muito sensível nem quer pagar de cara que compreende a alma feminina, não vá ao cinema.


  1. Uma Spencer, tal como a Lady Di. Fico cá pensando se não foi um jeito de criticar as relações Charles e Diana sem arrumar encrenca 

5 comentários em “A Duquesa”

  1. Legal o post. Você até me motivou para assistir o filme. Logo que ele saiu no cinema eu tinha acabado de assistir ao filme The Other Boleyn Girl, aqui no Brasil A OUtra, que narra a história das irmãs Ana e MAria BOlena, vc viu? Então, com excessão da belissima atuação da Natalie Portman, achei o filme bem fraquinho e fiquei sem saco para encarar outra história da realeza inglesa rs
    Aliás a NAtalie deixa a Kira no chinelo, mas concordo que em Desejo e Reparação ela dá conta do recado, e te aconselho a assistir este filme. Também li o livro o resultado no cinema achei bem interessante. Se assistir depois comenta aqui ok?
    abração e bom ano novo

  2. Interessante. É sempre bom saber mais sobre cinema, mesmo que eu nao tenha assistido a esse filme. Em todo caso análises são bem vindas =)
    Gostei de passar por aqui, vou te adicionar na minha lista de blogs. se puder dê uma passadinha lá e me diga o que pensa sobre;

    bjooos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *