112842773874930042

PRATICAMENTE PARIDO…

Esse é o tipo de coisa que me emputece quando alguém diz “Ah, você faz Letras? Letras é fácil!” e tem a total ilusão de que o curso todo é uma colônia de férias intelectual. Sim, ler (e conhecer) obras como A Streetcar Named Desire é ótimo, não nego. Mas escrever um ensaio (em Inglês, é claro…) sobre isso, é beeeem difícil. Ainda mais quando você tem uma análise de uma poesia da Emily Dickinson para entregar no mesmo dia.

Agora, definitivamente, a pior parte sobre o curso é justamente a que pensam que é a melhor: as leituras. Você acaba atolado com tanta coisa que mal sobra tempo pela leitura pelo prazer de ler. Pior: você se sente culpado lendo O Vermelho e o Negro pensando que tem que terminar Os Maias e Mourning Becomes Electra para semana que vem…

Enfim, não estou dizendo que o meu curso é mais difícil que o seu. Só que não é fácil como costumam imaginar. E se você pensa “Ah, mas eu daria tudo para não ter que me preocupar com cálculos e afins e poder ler A Streetcar Named Desire, desculpa, meu filho… mas você escolheu o curso errado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *