111479763199514866

“I like the stars.
It’s the illusion of permanence, I think.
I mean, they’re always flaring up
and caving in and going out.
But from here, I can pretend.
I can pretend that things last.
I can pretend that lives last more than moments.
Gods come, and gods go
Mortals flicker and flash and fade.
Worlds don’t last;
and stars and galaxies are transient,
fleeting things that twinkle like fireflies
and vanish into cold and dust.
But I can pretend.”

Trecho de um dos melhores arcos de Sandman, o Vidas Breves.

***

Sempre fui uma pessoa com gosto enorme por rituais, por assim dizer. Por exemplo, toda sexta eu chegava do colégio e tirava o uniforme ao som de Friday I’m in Love. E todo dia frio exigia a leitura de um bom livro embaixo de um cobertor quentinho. Mas aí a gente entra numa fase de compromissos no sábado, o que tira o charme das sextas, ou de coisas para fazer que nos enchem de culpa por passar uma tarde na cama lendo.

Mas veja só, é sexta e está frio! Dane-se o Grego de amanhã e as coisas para fazer. Aos velhos tempos, cheers! Vou bater um lero com o Umberto Eco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.