The Mentalist

Pois continuo conferindo os pilotos das séries que estão por vir, e a bola da vez é a novidade da Warner, The Mentalist. Eu achei o nome bobo e o plot não me soou lá muito original (sujeito com poderes psíquicos ajuda a polícia a desvendar crimes), mas tudo bem, fui conferir mesmo assim. E uou, que surpresa, não é que essa série também promete?

Ok, inovadora, inovadoooooora ela não é. Até porque não é a primeira vez que falam de um paranormal ajudando a polícia. A grande sacada é que hum, o protagonista (Patrick Jane, interpretado pelo Simon Baker – o gostosão do O Diabo Veste Prada) não é paranormal. E as pessoas com quem ele trabalha sabem disso. Nas palavras da personagem, daria para definir como alguém que presta atenção aos detalhes (embora nesse primeiro episódio não fica claro se ele realmente não é paranormal).

O legal é que você muitas vezes é surpreendido pelo raciocínio do Patrick (a conversa dele como o psiquiatra é ótima). E a personagem mesmo, é muito legal. Daquele tipo meio arrogante, mas com humor. E até por causa dessa característica dele que muito provavelmente a dupla que formará com a policial Teresa Lisbon (interpretada por Robin Tunney, a “bruxa boa” de Jovens Bruxas) tem tudo para dar certo e virar mais um daqueles casos parecidos com o do Mulder e Scully, que um monte de gente fica torcendo para ver se algo acontece.

No mais, o mistério envolvendo o serial killer “Red John” faz da série algo ainda melhor – até porque é através da relação do Patrick com o assassino que ficamos sabendo mais sobre o passado do “mentalist”, já que na realidade ele só passa a ajudar a polícia depois que o tal do “Red John” toca o horror com a família dele.

Resumindo, se não entregarem os pontos e continuarem (no mínimo) no mesmo nível que esse primeiro episódio, a série tem tudo para ser muito, muito boa (mais uma para acompanhar!!). Acho que até o momento a única coisa que consigo notar pesando desfavoravelmente é esse nome aí. Mentalist. Hum. Enfim, dia 23 de setembro estréia lá fora.

12 comentários em “The Mentalist”

  1. Mais uma bela dica Anica,mas a melhor série neste estilo continua sendo Millennium(by Chris Carter).Frank Black(interpretado por Lance Henriksen)era um personagem fabuloso.

  2. Tem uma outra série que também tinha uma abordagem semelhante, de um “suposto” paranormal ajudando a polícia a solucionar crimes. Digo suposto porque também não fica muito claro se o personagem realmente tem poderes extrasensoriais, ou se ele apenas era mais observador e inteligente que os outros. O nome da série é Touching Evil, mas acho que infelizmente foi cancelada antes de conseguir completar a primeira temporada. Em todo caso, fica a dica.
    Até mais.

  3. Ahhh, essas séries canceladas partem meu coração. É tipo Raines, tinha tudo para ser muito legal e aí cancelaram já no primeiro ano. Nem me animei para continuar vendo, parei no terceiro episódio =(

  4. ooopa… parece bom esse Mentalist.

    adorei o seu blog, anica. está nos meus favoritos. convido você a visitar o meu em webdebee.wordpress.com
    Não sabia dessa origem do nome Hellfire (Marvel etc.). Quando cheguei ao seu blog achei que fosse uma referência direta ao local do duelo do Sandman X Chorozon. Enfim, sou uma nerd híbrida, sem pedigree… :))

  5. Parece interessante mas fiquei decepcionada com HOMEM-MUDA-VIDA-PARA-ENCONTRAR-O-ASSASSINO-DE-SUA-FAMILIA…a serie podia passar sem essa chatice…..caiu muito no meu conceito por causa disso…ainda prefiro house … :nana:

  6. Anica, queria fazer uma sugestão e acho que ficou cabível fazer nos comentários deste post do The Mentalist. Queria sugerir que postasse algo sobre a Season Finale da 4ª Temporada, que finalmente jane encontra com o suposto e temido Red Jonh.
    Sua opinião é de grande interesse.

    No mais obrigado

    1. Nossa, não tinha visto o comentário O_o

      Eu não acompanhei a 3ª temporada, vou tentar ver tudo de uma vez só e prometo fazer um post sobre isso assim que terminar de ver ;D

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *