Querido Diário…

Querido Diário…

Pequena pausa no corre-corre. Acabei de sair da entrevista de Oral e daqui a pouco já vou me largar lá na Reitoria para a festa junina (vai ter até forró, se eu fosse de Curitiba e quisesse algo para fazer na sexta, eu iria lá ).

Então, sobre a entrevista. Caramba, queria entender esse negócio de carisma. Como já tinha dito, o Mike estaria na banca, certo? Pois é, mal entramos ele já vem todo doce cumprimentar, dizer que não nos vemos há um longo tempo, etc.

E ele é tão querido, que nos deixa confortáveis para a entrevista. No começo eu ainda não tinha ligado a tecla sap, mas no final já estava falando pelos cotovelos, acho que foi no mínimo razoável. Por causa do lixo do seminário eu vou acabar pegando final, mas pelo menos eu sei que é culpa só do seminário.

Acho que vou fundar um fã-clube do Mike

Antes que eu me esqueça: Lê já depositou dinheiro, Jô decidiu que vai, então não tem mais como eu não ir para Ponta Grossa, na festa do Dirhil.

E por enquanto é só. Já tenho que correr para a Reitoria cortar tomates e cebolas. Espero que o Alex não tenha esquecido que se ofereceu para nos ajudar.

COMPREI ATÉ CHAPÉU CAIPIRA!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.