Supernatural S05E15 e S05E16

Bom, pelo menos uma volta definitiva. Ao contrário de House, que mal retornou e já começou outra pausa, Supernatural agora segue sem intervalos até o season finale, dia 13 de maio. E já começam preparando terreno para a conclusão, pelo menos da história que envolve o apocalipse. Dois episódios seguidos que poderiam muito bem serem colocados como continuidade daquele primeiro intervalo, antes de Sam, Interrupted (quando os Winchester ficam sabendo que o Colt não funciona com Lúcifer e que Morte está à solta).

Vendo como está se desenrolando, a sensação que dá é que nessa temporada quiseram manter estrutura similar às anteriores, mas não se deram conta que se querem concluir esse arco, eles têm muita informação para cobrir, então não podem se dar ao luxo de colocar no ar tantos fillers, como foi Swap Meat e Changing Channels. Anyway, ainda é bom e divertido – é só um comentário sobre como estão conduzindo o arco principal mesmo.

O melhor de Dead Men Don’t Wear Plaid (S05E15) mais do que o fato de ter zumbis (ieeeei!) foi que finalmente sabemos o que Morte é capaz. Como comentei, ficou estranho esse espaço de quatro episódios entre o que Lúcifer libera Morte e o que temos alguma notícia do cavaleiro do apocalipse em questão. Estranha também foi a desculpa de que ele atacou uma pequena cidade no meio do nada só para deixar um recado para Bobby (que se foi o que eu entendi, era para parar de ajudar os Winchester).

Mas foi bacana e bem conduzido apesar dessa explicação da conclusão. Essa coisa de mortos voltando sempre acaba rendendo boas histórias, e aproveitar esse elemento para colocar mais de uma personagem importante como Bobby foi uma boa sacada. Ainda mais porque o humor continua lá, como na fala de Dean ao saber sobre Morte “Ótimo, mais um cavaleiro. Deve ser terça!”

Já The Dark Side of the Moon (S05E16) foi meio estranho. Sem grandes momentos de humor, e com um clima bem, beeeem pesado – principalmente na parte final. Brincando com o fato de que os Winchester morreram já uma penca de vezes, lá vão eles mais uma vez, assassinados por dois caçadores por terem começado o apocalipse. E a surpresa: vão para o céu.

O melhor aqui foi o retorno de Ash (all business up front; party in the back!), que auxilia os irmãos na busca por Joshua, um anjo que continua conversando com Deus e portanto pode mandar um recado de SOS para o todo-poderoso. Foi um episódio para responder o “Mas por que Deus não se mete, se ele é onisciente?”. E o pior: não se mete porque não quer. Essa é a mensagem de Joshua, e é a partir daí que o episódio fica bem triste.

A conclusão é Castiel abandonando a busca, Dean perdendo completamente  a fé e um Sam com cara de cachorro abandonado sem saber muito bem o que fazer. Considerando o episódio anterior, aparentemente nem com Bobby eles podem contar a partir de agora. São mais seis episódios até chegarmos ao fim, talvez seja um bom momento para montar o cenário direitinho, deixando a encheção de lingüiça para a sexta temporada. Segue aí o promo de 99 Problems (S05E17):

3 comentários em “Supernatural S05E15 e S05E16”

  1. Eu sou daqueles fãs chatos no caso de House, então não acho nenhum episodio ruim, mas adoro o fato de você também assistir Supernatural e colocar as impressões dos episódios aqui no Hellfire.

    5×15: Também achei estranho, todo aquele auê com a morte só para afastar o Bob dos Winchester, sei lá, não haveria meios mais rápidos pra isso? E não sei muito bem quanto à morte ainda, ela deve fazer mais que apenas ressuscitar alguns. Tão fazendo muito mistério sobre isso, pode ter algo haver com o season finale, mas foi um bom episódio. Primeira aparição de zumbis em Supernatural!

    5×16: Muito legal, gostei bastante da idéia de céu da série. Essa coisa de Zacharias chega e algúem salva já está ficando um pouco batido, mas vá lá. Aparentemente estão isolando os irmãos, logo deve aparecer o Lúcifer com alguma oferta tentadora… E concordo que já está em tempo de preparar um terreno legal pro season finale. 😀

  2. Então vai ter a S06 mesmo? 😐

    Saco, séries têm que acabar, ficar nesse lance de everlasting handjob faz mais mal do que bem.

    Ainda mais depois de ler isso na wiki da série: A renovação da série para uma sexta temporada foi confirmada pela emissora The CW. No entanto, para esta temporada, a produtora executiva Sera Gamble ocupará o cargo de showrunner, que tem sido preenchido por Eric Kripke desde o início da série. Kripke continuará com sua participação na série como produtor executivo. A sexta temporada aparentemente deixará de se focar no Apocalipse para abrir uma nova história. Sera Gamble informou que o foco da sexta temporada será a vida dos irmãos Winchester, sem a saga de anjos e demônios, cortando personagens como Castiel (Misha Collins).

    Sobre o Dead men don’t wear plaid, eu entendi que o Dean fala em “thursday”, não “tuesday”. Isso seria uma meta-piada, porque a série passa nas quintas feiras nos EUA.

    1. Poutz, acabar com Castiel? É uma das personagens que eu mais gosto =S Sobre a saída do Kripke eu já tinha lido na época que saiu a notícia da confirmação da sexta temporada. Eu não sei se pode afetar taaaanto assim, mas bom sinal não é. Do tipo “Ok, a partir daqui eu não preciso assumir qualquer risco de jumping the shark, já que eu entreguei uma série redondinha e batuta”

      Sobre o thursday, eu cafundi, você está certo =F

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.