Quase

É engraçado reler o que eu escrevi há mais de dois anos, e relembrar aqui o que senti durante as últimas voltas desse GP do Brasil de F1. Confesso que fazia muito, MUITO tempo que não vibrava assim para qualquer esporte que estivesse assistindo. Quando já estava certo que bem, o Massa venceria mas o título seria mesmo do Hamilton, foi lá o Vettel ultrapassou o inglês e aí foram duas voltas de muita gritaria, de “VAI, VETTEL!”, “SEGURA, VETTEL!” e muita comemoração…

… até o Glock ser ultrapassado pelo Hamilton. Mas enfim, não é querer dar uma de Polyana, mas só pela vibração final essa corrida valeu. Depois de tantos anos de comemorações insosas, emoção de fato. Vale mais ainda se considerar que o que tinha que fazer, o Massa fez direitinho, do começo ao fim. Pena as trapalhadas da Ferrari em uma ou duas corridas terem deixado esse campeonato para outro ano (e hoje em dia eu sinceramente não duvido que virá).

6 comentários em “Quase”

  1. É,foi impressionante mesmo.Incrível que como a chuva quase muda o destino do campeonato.Aliás,se o Hamilton perde mais um campeonato praticamente ganho,acho que a McLaren metia o pé na bunda dele.

    Final de corrida realmente foda,aqui em casa foi um alvoroço,xingamos o Glock de tudo que é nome feio…hehehe

    Mas parabéns ao Massa,foi uma temporada excelente.

    Ah,e a matéria com o gato preto que o pessoal do Pânico “preparou” e deu de presente ao Hamilton foi hilária e no final quase deu certo,hahaha.

  2. minha mãe comentou hj na hora do almoço comigo e agora que você postou aqui sobre o tal do gato preto eu fui procurar no youtube. só vi um pedacinho mas já achei hilário, vou ver se consigo toda a matéria 😆

  3. Só não concordo com um pequeno detalhe. Não acho que as trapalhadas na temporada tenham sido da Ferrari. Quero dizer, APENAS da Ferrari. Só numa única prova nosso quase campeão rodou cinco vezes.
    Deixando o babaovismo galvãobuenístico de lado, pelo que aconteceu ao longo do ano, o resultado final foi justo.
    Na minha humilde opinião, claro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.