Gabriella Cilmi

Apesar de todas as histórias envolvendo abuso de drogas que andam surgindo quando o assunto é Amy Winehouse (ao ponto de já existir até um bolão para tentar acertar a data da morte da cantora) duas coisas não podemos negar: 1) ela tem um pusta vozeirão e 2) ela abriu caminho para uma série de cantoras com um pusta vozeirão. Entre as que pegaram carona com o sucesso da Amy estão a galesa Duffy e a australiana Gabriella Cilmi. É com a segunda que estou surpresa desde que ouvi o álbum Lessons to be Learned pela primeira vez.

Lançado no começo desse ano, o álbum de estréia de Cilmi (pronuncia-se “Chill me“, até o sobrenome é estiloso) já está sendo bastante comentado pela mídia em geral e já tem no currículo shows com Rufus Wainwright e o grupo Nouvelle Vague. E antes que eu diga mais, para quem não conhece assista ao video da música mais conhecida dela, Sweet about me. Depois que terminar de ouvir a canção, volte aqui.

Pronto? Então. Fato mais surpreendente sobre a cantora: ela só completará 17 anos em outubro. Poisé. Quase não dá para acreditar que uma menina poderia ter uma voz assim. Com 13 anos ela já tinha contrato assinado com a Warner. “Ahh, Anica. Novinha por novinha pense na Britney!“. É, jovens talentos aparecem todos os dias, tá aí o Raul Gil que não me deixa mentir. Mas Cilmi não precisa rebolar nem mandar agudos estridentes para encantar (eu aposto como você já está com o refrão de Sweet about me grudado na cabeça, btw).

E para terminar: ao invés de entrar na roubada de comparar com a Amy, procura logo o Lessons to be Learned e aproveite para curtir o som da menina. Eu sei que sou suspeita para falar, já que adoro vocais femininos, mas o fato é que fazia tempo que eu não ouvia um álbum tão bacana.

8 comentários em “Gabriella Cilmi”

  1. Hehehe, concordo; a capa é tosquinha.
    Escutei apenas a ‘Sweet About Me’, curti. Tenho que ouvir mais pra formular uma opinião melhor.
    Sobre a Amy: abuso de drogas ou não, whatever, ela é fodástica e uma das melhores coisas da música hoje.
    Falando em vocal feminino (que também adoro), estou curtindo muito a Yael Naim. Não sei já ouviu, mas aquela música ‘New Soul’ que toca no comercial do Mac book Air é dela; é muito boa, recomendo.
    Até.

  2. A Amy era a melhor coisa. Não consegue cantar nem em show as músicas antigas e não consegue gravar músicas novas. No momento, ela tá praticamente “morta”.

    Uma pena.

  3. Não sei se é a diferença de idade (7 anos de diferença) entre a Cilmi e a Amy mas o caso é que a Amy… tem uma voz… arrebatadora… e a música sai dela de um jeito fluído… é um fenômeno secular!!!

    Vamos aguardar sete anos de vida a mais para a Cilmi, ela diferente da Amy, pelo pouco que vi, vai viver esses e outros tantos… fazer o quê!!!

    Vzimbres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.