Então você gosta de bacon

Outra coisa que não estou podendo consumir agora durante essa fase de amamentação. Bacon. Já não podia na gravidez (um dia me rebelei, comi e depois passei mal hehe). O engraçado é que de uns anos para cá tenho percebido como várias pessoas acabam listando o bacon como comida favorita, achava que era algo que ninguém desse tanta importância assim. Mas depois de ver elogios até em blogs como o Coma com os Olhos, bem, parece que essa gostosura está ganhando seu devido reconhecimento.

E é pensando em vocês, amantes do bacon (hehe) que resolvi deixar uma dica de viagem, para quando estiver em Londres. Vá na Harrods. Mas esqueça as firulinhas da loja e rapidamente busque a parte de comidas, indo direto até o balcão de bacon. Balcão de bacon, Anica? Sim. Lá você pode encontrar mais de quinze tipos diferentes de bacon. Olhe para essa foto e me responda:

É ou não é o paraíso? E você que achava que o máximo de variação sobre bacon era aquele que vinha cortado em cubinhos, ahn? ;D

6 comentários em “Então você gosta de bacon”

  1. Esses dias atrás eu tive um problema no rim e a primeira coisa que o doutor cortou foi a carne de porco. Só foi ai que eu percebi como eu comia o bendito bacon. Quase tudo que eu ia pedir, quase tudo que eu ia pegar no restaurante tinha bacon.

    Foram dias tristes pro meu estômago.

  2. Já eu tenho o problema inverso rsrs Há anos percebi que meu corpinho não curte muito a carne de porco e aí cortei do cardápio. Aí sempre alguém pergunta: mas nem bacon? E presunto? E linguiça?
    E nos restaurantes, o engraçado é pedir para tirar o bacon dos pratos e o garçom fazer aquela cara de: como assim tirar o bacon, sua DOIDA!! hahahaha
    Mas qdo cozinho vez em qdo coloco o bacon sim, pra dar um gostinho e pq o marido é mais um amante do bacon. 🙂

      1. Uma opção não muito opcional já que sempre fico mal qdo como carne de porco.
        E sempre lembro de um diálogo entre a Lisa e o Homer no episódio do Simpsons em que ela vira vegetariana:
        “mas você não vai mais comer costeletas? nem presunto? nem linguiça? nem salaminho? nem bacon?”
        “Pai, tudo isso vem do mesmo animal.”
        “Ah sim… um mágico e maravilhoso animalzinho produz todas estas delícias”
        hahahahaha

  3. Adoro suas dicas, mas nesse ponto somos bem diferentes. Eu entendo que os animais têm direitos, e principalmenente, direito a viver sua vida. Não é vontade deles se oferecer ou oferecer seu corpo para nosso paladar.
    Sou vegana, saudável, mesmo não sendo natureba, adoro junk food vegan. E penso que a vida fica muito melhor para nós e para os animais quando somos veganos.
    beijocas e continue sempre alimentando esse blog genial, mas não o alimente com o cadáver dos animais!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *