Uh-oh

Lá nas carqueradas de 1997 eu ainda não era nerd, ou pelo menos não tinha desenvolvido a nerdzinha que morava dentro de mim. Aí minha mãe comprou um computador. Aí o Tio Lacerda instalou UOL e o Explorer 3. Aí eu entrei no bate-papo e fiz amigos. O resto vocês já devem saber.

Mas era uma época mais ‘inocente’, digamos assim. Os pirralhos ainda não tinham encontrado o caminho até o mouse e conversas recheadas de ‘axu’ e ‘keru’ ainda não existiam nem em sonho. E você de fato podia conversar sobre coisas legais com estranhos – que então tornariam-se amigos (ou não, hehe).

Nesse tempo fiz amizade com duas pessoas em especial, mais ou menos na mesma época, o Luciano e o Jorge. Luciano nunca mais vi, não sei por onde anda e nem o que tem feito. Jorge ainda tive contato pelo orkut – já tinha se formado em medicina, casado e tudo o mais. Foi ele que me apresentou o tal do icequê.

Uma pena que a coisa não tenha funcionado. Sinto saudades dos “uh-ohs” (que por um longo período substituí por um “miauuu“). Do frio na barriga ao ver que chegou uma mensagem offline “daquela” pessoa, ou quando ouvia o “toc toc toc” na hora que estava esperando alguém ficar online. Até dou um suspiro nostálgico quando lembro das mensagens múltiplas e dos amigos caras de pau que costumavam cumprimentar usando esse método.

Marcou uma época, não dá para negar. Mas na verdade, o que mais tem chamado minha atenção quando eu vejo artigos como esse é pensar quanta água já rolou nesse mundo que uns nove anos atrás ainda era totalmente desconhecido por mim. Pra ver só: tempos atrás, não existia YouTube e afins, e o tal do video da Cicarelli seria uma raridade, e não algo vendido por 5 royals no Mercado Livre, hehe…

Em tempo: alguém lembra do que aparecia quando passava o cursor sobre o Q do ICQ? Não vale abrir o programa para conferir =]
(Por falar em marcar época, fico devendo a história “Nevermind: vi, ouvi e vivi” para qualquer dia desses. Até porque fez aniversário meio junto com o icequê, sabe como é…)

12 comentários em “Uh-oh”

  1. Alexandre Esposito – Eu sou apenas um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo do interior. Mas trago na cabeça uma canção do rádio em que um antigo compositor baiano me dizia "tudo é divino, tudo é maravilhoso".
    Knolex disse:

    Tentei lembrar meu UIN… nossa, tinha época que saía no automático…

    Enfim, vou instalar ele aqui, ver se ainda existe alguem da minha lista que entre nele…

  2. 64287473 – Sethi
    Nossa, ainda me lembro o número e o nick, mesmo fazendo mais de quatro anos que não “vou” lá. Será que alguém da minha incrível lista de quatro amigos ainda aparece? Não tenho a menor idéia do que surge quando passamos o mouse sobre o Q. Acho que nunca fiz isso.

  3. eu lembro do meu uin. aí pedi pro fábio para baixar a versão atual ‘só pra matar saudades’. aí descobri que esqueci a senha e o primary e-mail, o que significa que eu não tenho como recuperá-la. snif. era um uin de sete dígitos 😥

  4. Alexandre Esposito – Eu sou apenas um rapaz latino americano sem dinheiro no banco, sem parentes importantes e vindo do interior. Mas trago na cabeça uma canção do rádio em que um antigo compositor baiano me dizia "tudo é divino, tudo é maravilhoso".
    Knolex disse:

    Wow, entrei agora. De 186 amigos, ZERO online. =P

  5. Caraca, que lembrança… icq…

    O toc, toc, toc deixou saudades…

    Putz, eu ficava horas naquilo. Hoje eu não tenho mais a menor paciência pra conversar em msn e afins… Cada dia mais velha e mais chata :dente:

    E não sabia o lance do gatinho…

  6. Nossa… ICQ deixou muita saudade!! Senti muito deste friozão na barriga ouvindo um toc toc toc (que agora é o som da msg no celular hahaha) e fiquei roxa qdo percebi que as msgs off lines eram entregues e eu tinha escrito umas quatro iguais, seguidas e pra mesma pessoa só corrigindo uns erros!! 😳 hahahahahahaha
    Bons e saudosos tempos de ICQ que virava gatinho!!! ai ai

    ei!! não era o ana.lovejoy@uol?? se precisar, tenho em alguma agenda uma lista GIGANTE de emails seus!! hahahaha

    beijos!!

  7. Ô, Nana, depois que cancelei a conta do UOL fiquei sem o ana.lovejoy@uol. sinto falta daquele e-mail. espero que não tenha cadastrado o icq nele =/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.