Constantine (S01E01 e S01E02)

Quando começaram a sair as primeiras notícias sobre a adaptação das histórias de John Constantine para a TV, fiquei um tanto descrente de que o projeto realmente daria em algo. Aquela coisa de gato escaldado – ouço boatos sobre adaptação de Sandman para a TV há anos, então acabou que senti que seria só mais um caso de muito barulho por nada.

E então veio o nome do ator escolhido, Matt Ryan (who??). Depois vazou essa imagem dele já caracterizado:

E eu fiquei bem empolgada porque, convenhamos, ficou perfeito (ainda mais quando você pensa em Constantine, fecha os olhos e salta uma imagem do Keanu Reeves hehe).  O negócio é que mesmo com essa imagem ainda não tinha certeza de que a série realmente aconteceria (sim, sou bem cética sobre meus personagens do coração finalmente chegando às telas). E então apareceu um trailer:

 

IEIIII, é real! Está acontecendo!!! AHHHHHHH << sons de uma Anica feliz. Foram aí mais alguns meses até o primeiro episódio finalmente estrear – no meio do caminho chegou até a vazar o piloto, que não assisti porque veio mais ou menos junto com o Augusto, há. Tudo isso só para dizer que: já vi dois episódios e por enquanto estou curtindo (mas com ressalvas).

Continue lendo “Constantine (S01E01 e S01E02)”

John Constantine

“O bom de estar aqui é saber que você não pode ir mais pra baixo” – JOHN CONSTANTINE

Tá aí uma das melhores coisas que me rendeu a leitura de Sandman. A primeira vez que eu tive contato com as histórias do John foi no arco de histórias Prelúdios e Noturnos e, claro, foi paixão à primeira vista. Comecei a procurar por Hellblazer, Vertigos Especiais… onde fosse que aparecesse o mago, eu estava lendo.

O que faz do Constantine um personagem tão especial? Ele é canalha. Foge completamente do esteriótipo do “mago esquisitão todo vestido de preto”, na verdade, parece um malandro bastante comum. Fuma compulsivamente, mente mais compulsivamente ainda, apronta com Deus e o mundo (ou deveria dizer “diabos” e o mundo?), é mulherengo, além de sempre ter uma tiradinha sarcástica na ponta da língua ferina. Oh, well. Ele é inglês, o que mais podia se esperar, né?
Continue lendo “John Constantine”