Abrindo um antigo caderno…

…foi que eu descobri
antigamente eu era eterno.
(Leminski)

Então. Eis que procurando meu tarot eu encontro uma tentativa de livro escrito a várias mãos, de 1995. Eu e minha amiga Liane (depois com contribuição de nossos outros amigos: a Pati, o Magalha, a Mel e a Camila Richter) tivemos a idéia de contar “coisas sobre nossa vida”, era quase um diário.

E, em determinado momento, começamos a escrever nossos perfis. Eis o meu:

“Certo. Eu sou a Ana Paula Sloboda Bittencourt, mas me chamam de Ana, Anica ou Ana Paula Sloboda Bittencourt. Também tenho 14 anos e também estou na 8ª série, só que estou no Nossa Senhora de Lourdes há 11 anos… Nasci em Curitiba e a-mo esse lugar. Quer só ver quando eu fizer o intercâmbio….

Sobre os amigos… hum… até que tenho bastante… E eu “lovo” todos eles. Adoro ler. Leio até fórmula de condicionador. Mas, é claro, gosto muito de Poe, Doyle, Voltaire, etc.

Já escrevi dois livros antes desse, embora ainda não tenha passado eles a limpo…

Gosto de salgado, doce é só em festinha dos meus priminhos…

Era a fim do João Marcus e já nem sei sobre o Ricardo Muzzy. Só tenho certeza de uma coisa: os dois foram um baita problema para mim.

Sobre tipo de menino… Normalmente, cavanhaque. Por exemplo, têm as “Maria Cabelo” e eu sou “Maria Cavanhaque”, aliás, ontem eu vi um loirinho lá no shopping… Tá, já falei muito de mim, né? Paro por aqui.”

Gee. Eu fico aqui, entre o constrangimento total e uma vontade absurda de apertar minhas bochechas por ser tão tolinha. :love:

11 comentários em “Abrindo um antigo caderno…”

  1. Como os nossos pequenos problemas pareciam enooormes rs…
    Eu queria ter guardado as cartas que trocávamos entre amigas (e primas). Esse constrangimento tem uma pitadinha de saudade, não?

    BjoS!

  2. Eu e umas amigas tinhamos um caderno, não era exatamente um livro, nem nunca teve a intenção de ser, na realidade costumávamos utilizarmos para bater papo durante as aulas, mas a coisa cresceu e o conteúdo do trocinho era interessante, ele era cobiçado no colégio pq as pessoas acreditavam q lá encontrariam o segredo de todo mundo (era fato)…

    Mas sabe q ele sumiu lá de casa faz algum tempo? 😮

    Gostaria de lê-lo de novo só para me matar de rir…

  3. Marilia on 5 Janeiro, 2006 at 5:23 pm said:

    Eu lembro de ter respondido algumas 🙂

    Eu lembro de que no dia que estava escrevendo pra vc o Jordan voltou pra casa :love:

    Urd Sama on 5 Janeiro, 2006 at 5:38 pm said:

    Eu e umas amigas tinhamos um caderno, não era exatamente um livro, nem nunca teve a intenção de ser, na realidade costumávamos utilizarmos para bater papo durante as aulas, mas a coisa cresceu e o conteúdo do trocinho era interessante, ele era cobiçado no colégio pq as pessoas acreditavam q lá encontrariam o segredo de todo mundo (era fato)…

    Mas sabe q ele sumiu lá de casa faz algum tempo? 😮

    Gostaria de lê-lo de novo só para me matar de rir…

    Nunca pensei no caderno para trocar bilhete, parece uma ótima idéia 😯
    Mesmo porque é mais organizado, é só guardar o caderno, né? E não um monte de papel em uma caixa, que é o que eu faço heehe

    newspaper editor on 5 Janeiro, 2006 at 7:55 pm said:

    Sloboda?
    Que isso, nome iuguslavo?
    Tipo, Slobodan Milosevic, Açougueiro dos Balcãns?
    Então, Anica Açougueira dos Chapadões?
    Ai Jezuiz… :disgust:

    Olha, diz a lenda que sou bisneta de um Hilko Slobodzian, que ao chegar aqui mudou o nome para “Elias Sloboda”. E diz que isso significa liberdade. E eu não tenho certeza se ele era russo ou tcheco. História confusa.

  4. ahhh…fui procurar informações sobre meu vô hj (hilko slobodzian que qdo veio pro brasil mudou o nome pra elias sloboda) e caí nessa pág….me desculpem a intromissão, mas ele veio da ucrânia, viu anita…qdo a ucrânia fazia parte da união soviética, em 1914 (por isso não deixava de ser russo tb)…ele nasceu em 1900, e chegou aqui com seus exatos 14 anos (bem a tua idade,anita)…
    aiaiai, fui procurar informações sobre ele e fui eu quem acabei informando…
    mas uma vez mil perdões pela intromissao na pág. vou saindo antes q me arrependa, heheheh. fui.

  5. Ahhh, adriane!! Muito obrigada pelas informações, mesmo =*
    Sempre quis saber com certeza de onde veio minha família. Agora já sei para quem torcerei nas quartas de final hehehe

  6. oi, olha só q engraçado… hj na aula (voltei pra facul, to fazendo medicina), minha professora fez um comentário sobre internet e perguntou se a gente já tinha digitado nosso nome no google… aí fiquei curiosa! chegando em casa lá fui eu pra net e então o q encontro? seu blog!!!! adorei!!! é sempre bom recordar os episódios do passado heheheh
    já t add no orkut… vamos nos falando!
    bjos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *