Filmes do Oscar (Parte I)

tumblr_mlr04yLPeg1rjcfxro1_500 (1)Eu sei que quase nem tenho mais falado de filmes por aqui, mas resolvi fazer um post (ou dois, três, sei lá) comentando BEM brevemente alguns dos indicados ao Oscar 2016 que já assisti. Sendo realista, eu sei que não vou poder assistir a todos os filmes (e alguns eu vi antes de serem indicados, há!), então aquela coisa, para saber todos os indicados é melhor clicar aqui.

Aproveitando para dar uma dica de um artigo bacana que saiu na Gazeta do Povo, um guia para assistir aos filmes do Oscar, listando quais ainda estão nos cinemas, quais estão no Netflix ou em torrent DVD. Só clicar aqui.

E agora vamos lá, breves comentários sobre alguns filmes indicados, primeira parte (a parte dois eu garanto, a três e já não tenho certeza, haha):

divertidamenteDivertidamente (Inside Out, 2015): É Pixar, né. Você vai rir, vai chorar e depois vai chorar de novo porque Bing Booooong nãããããão!!!!!!!!! Ah, e pode esperar as piadas-que-só-adultos-entenderão, elas estão lá (aliás, adoro quando vemos os sentimentos dos pais haha). Enfim, a fórmula é conhecida e bastante usada, até porque funciona. Tenho certeza que vai acabar ganhando o Oscar de melhor animação, muito embora meu favorito na categoria seja Anomalisa (sobre o qual falarei no fim do post, guentaí).

  • Categorias: Melhor Animação e Melhor Roteiro Original.

star-wars-despertar-da-forca-posterStar Wars: O Despertar da Força (Star Wars: The Force Awakens, 2015): Uma confissão: nunca cheguei a assistir ao terceiro filme da trilogia nova. Meio que larguei os béts, aquela prequel tinha potencial mas não deu. Então é óbvio que quando começaram a falar de novos filmes de Star Wars, fiquei com aquele baita pé atrás. E caramba, como me enganei, que filme bom. Aquela coisa de não ser uma história aleatória para justificar um punhado de efeitos, ter uma trama bacana que te prende do começo ao fim (e te faz passar horas discutindo teorias com outros nerds depois do filme). Valeu cada segundo. É como já anunciava o Han no trailer: Chewie, we’re home. Se fosse apostar em alguma categoria, seria na Trilha Sonora Original e nos Efeitos Visuais, até porque o trabalho do Abrams usando computação gráfica só quando necessário é realmente digno de nota.

  • Categorias: Melhor Edição, Melhor Trilha Sonora Original, Melhor Edição de Som e Melhores Efeitos Visuais.

o-quarto-de-jack_t98036_jpg_290x478_upscale_q90O Quarto de Jack (Room, 2015): Dos indicados para a categoria Melhor Filme Room é meu favorito, por mais que eu saiba que não tem qualquer chance de levar. É um filme difícil, porque na maior parte do tempo vai te fazer se sentir mal, MUITO mal (especialmente se você for mãe). É claustrofóbico demais, e quando você sente os efeitos do quarto em Jack, dá um aperto gigante no coração. E até por causa desses efeitos que lá pelas tantas vem uma cena maravilhosa, daquelas que você sabe que são únicas e que você lembrará para sempre. Depois de assistir fiquei curiosa para ler o livro da Emma Donoghue (saiu por aqui pela Verus em 2010). Vai levar melhor atriz com certeza, Brie Larson está perfeita.

  • Categorias: Melhor Filme, Melhor Atriz, Melhor Direção e Melhor Roteiro Adaptado.

exmachinaEx-Machina: Inteligência Artificial (Ex Machina, 2015): A ideia não é exatamente nova, robôs com inteligência artificial tão perfeitos que possam enganar humanos fazendo com que acreditem que são também humanos. Mas é aquela coisa, vale o como se conta e não o que se conta, e o bacana de Ex Machina é que em determinado momento você é Caleb, ao mesmo tempo que está embasbacado com tudo que é apresentado passa a desconfiar de tudo. Quem é humano ali? Quem não é? Eu sei que você deve estar aí dizendo que já viu tudo isso em Blade Runner mãããs…

Blade Runner não tinha dancinha do Oscar Isaac. Há! Só acho que infelizmente ficará só nas indicações mesmo, sem levar nada.

tumblr_niruhzXAgA1rertyro2_540

  • Categorias: Melhor Roteiro Original e Melhores Efeitos Visuais (e melhor dancinha do Oscar Isaac).

spotlightSpotlight: Segredos Revelados (Spotlight, 2015): Fazendo dobradinha com Ex-Machina na categoria subtítulos nacionais totalmente desnecessários, lá vem Spotlight. Eu fico cá com a impressão de que vi no humor errado, no dia errado ou sei lá o que, porque é tanta, mas tanta gente amando o filme e eu achei… meh. É um negócio que vejo em todo Oscar: aquele filme que é tecnicamente perfeito, você não tem nada para falar criticar a não ser que ele parece assim, meio sem alma? O que mais chamou minha atenção ali foi a atuação do Liev Schreiber (“Nossa, ele é o Dentes de Sabre?!!”), e no fim quem ganhou a indicação de coadjuvante foi o Mark Rufallo, fuééém. Da possibilidade de prêmio por enquanto parece que a única certeza é roteiro original – e digo isso não pelo que assisti, mais pelos prêmios que está ganhando na temporada pré-Oscar.

  • Categorias: Melhor Filme, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Direção, Melhor Roteiro Original e Melhor Edição.

Anomalisa_posterAnomalisa (Anomalisa, 2015): Então, como tinha dito lá no começo. Adorei Divertidamente, mas meu favorito para animação é Anomalisa. Cada vez mais acho que Charlie Kaufman é um daqueles que concordam com a teoria do porco-espinho. Aquela coisa de nós humanos sermos um pouco como eles com relação ao amor, de precisar ficar junto para se aquecer, mas quando nos aproximamos, nos machucamos. Genial a sacada de usar um ator (Tom Noonan) para dublar todo mundo que Michael Stone (David Thewlis) encontra, menos a atriz que dá voz para Lisa (Jennifer Jason Leigh, indicada como coadjuvante por The Hateful Eight). O rosto dos bonecos é o mesmo também, mudando só cabelos e acessórios. Destaca aquela ideia de encontrar aquela pessoa “especial” em uma multidão, ao mesmo tempo que nos faz capturar o desencanto de Michael assim que a voz de Lisa vai ficando… como a dos outros. Muito bom mas infelizmente deve ficar sem Oscar, já que foi indicado só para Animação que, aparentemente, será de Divertidamente.

  • Categorias: Melhor Animação.

 

3 comentários em “Filmes do Oscar (Parte I)”

  1. Dos indicados a melhor filme, só não assisti ainda o Brooklyn.Fiquei ainda mais curioso em ver Anomalisa após seu comentário sobre o filme.

    Diria que meus preferidos seriam nesta ordem:

    1 – O Quarto de Jack/ 2 – O Regresso/ 3 – A Grande Aposta/ 4 – Perdido em Marte/5 – Mad Max/ 6 – Spotlight/ 7 – Ponte dos Espiões

    Fiquei curioso em saber a qual cena memorável de O quarto de Jack você se refere.
    E o Regresso, vai conseguir assistir antes do Oscar?

    1. Putz, ainda tem o regresso, trumbo, straight outta compton, sicario, the martian, bridge of spies e the hateful eight para ver, mas rolou um combo guto doente, depois tuco doente e agora eu doente aqui em casa e atrasou meus planos :/ se eu conseguir ver o regresso antes do oscar já vou estar no lucro. =/

      a cena d’o quarto é (spoiiilers, quem não viu não leia) de quando ele consegue fugir, e aí no carro ele se desenrola do tapete e entra em pânico vendo que o mundo do lado de fora é real. é o completo oposto de quando ele visita o quarto com a mãe no final, e percebe como o quarto é pequeno. é um dos meus favoritos do oscar também, mas acho que fora a brie larson como principal não deve levar mais nada, infelizmente =/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *