How I Met Your Mother (S08E11 até Season Finale)

barney
Se o grande evento é o casamento dele, então essa temporada foi…

No episódio anterior de Anica fala da oitava temporada de How I Met Your Mother

Certo, não parece muito animador. De qualquer forma, uma boa notícia: o episódio da semana que vem durará uma hora (daquele tipo “dois episódios em um”). E, segundo a notícia que eu li, uma coisa muito importante acontece. E parece que parte da equipe chorou em algumas cenas . Parece promissor. Negócio é esperar pelo dia 17, que poderá marcar o momento em que a série voltou aos trilhos.

O episódio em questão foi The Final Page (com parte 1 e 2). A coisa importante era o desenvolvimento do plano de Barney para pedir Robin em casamento, uma cena fofinha e toda nhooooum e bem legal porque brinca um pouco com a “mitologia” da série, já que o pedido envolve o famoso playbook do Barney. Mas a cena que fez parte da equipe chorar acho que foi a do Ted sozinho no final do grande evento. E cheesus, como o Ted sofreu nessa temporada – pelo menos a partir do rompimento com a Victoria. Não só por esse momento em The Final Page, mas com outros dois em episódios seguidos,  The Time Travelers (S08E20) e Romeward Bound (S08E21). Em Romeward Bound tem aquele baita xulépt que o Barney dá nele, dizendo “Eu vou casar com Robin, não você”. Aquilo foi tão seco, tão não-Barney que achei que iria repercutir de alguma forma nos episódios seguintes, mas ficou por aquilo mesmo.

The Time Travelers de início foi um daqueles episódios de “alívio”, digamos assim.  Ele sai um pouco das amarras da linha da narrativa atual, traz os personagens no que lembra os melhores momentos da série, tudo seguindo muito bem. Até descobrirmos que é só piração do Ted, que aquilo aconteceu há tempos e que, pans, ele está sozinho. E aí tem todo aquele discurso para a mãe (sobre o qual vou comentar daqui a pouco) e pronto, tá aí um dos episódios mais tristes de How I Met Your Mother. 

E se ainda não bastasse, tem o problema de Ted ainda estar apaixonado por Robin, para deixar tudo ainda mais deprê. Eu sinceramente vejo um problema bem grande na série como um todo quando a questão é o Ted e a Robin. Como um cara apontou no IMDb (vou copiar e colar aqui o que ele disse):

In the very first episode Future Ted said: “And that is how I met your aunt Robin”. So now everyone knows that Robin isn’t the mother. And yet they made 2 ENTIRE SEASONS like a big love story between them. But it’s ok they broke up, now it’s over right?  NO! After the 2 seasons they still do a lot of things with Ted and Robin, it’s like they will end up together, Ted gave up of a “future wife”(Victoria) because of Robin and stuff like that. But now we are entering the last season, Robin is going to marry Barney, Ted declared his great love for the future mother, so now it is over right? NO! They continue to do things that make me think they are setting up a Ted and Robin end, but that is not beautiful or funny because everyone knows that is not going to happen. In the very last episode of the season, when Barney and Robin are getting married and WE FINALLY SEE THE MOTHER, guess what? They are making a love story with Robin. With all that collar thing, and that big love line Ted said to Lily about Robin and the “revelation” that Robin in fact wanted to marry Ted, for me the appearance of the mother was totally anti-climatic, and she seems like a intruder. Seriously, why after 8 years they still are building up a romance that everybody knows it is not going to happen? Even after all signs with Ted almost meting the mother, or declaring his love 45 days before they met, and Robin marrying Barney. Why they do that with just 1 season remaining? It’s not funny or intriguing anymore. Are they thinking about a Ted/Robin ending even if she is not the mother? (I don’t see how) or they are retarded like that?

Ou seja, nos dois últimos episódios da temporada, Something Old (S08E23) e Something New (S08E24) temos mais momentos de Ted mimizando pela Robin. No episódio final, quando ele fala para Lily que faria de tudo para fazer Robin sorrir e yadda yadda yadda, quase quebra o clima do grande evento do ano, que é o fato de FINALMENTE vermos o rosto da mãe.  Porque né, grandes coisas a mãe aparecer se o cara ainda é louco pela Tia Robin. Única coisa que achei legal daquele momento na chuva com Ted e Robin do episódio Something Old é que ele de certa forma faz referência a uma fala do Barney lá da sexta temporadaNew is always better.

newisalways

Mas fora estes episódios, a realidade é que a oitava temporada se arrastou com muita encheção de linguiça e pouca coisa realmente relevante. Alguns momentos engraçados, sim, lembrando que Lily e Marshall reconquistaram o espaço que tinham perdido com a chegada de Marvin, Barney e Robin vão mostrando que nasceram um para o outro e Ted pulou de uma garota para outra para marcar o fim da gandaia e o momento em que finalmente conhecerá a mãe e sossegará. Se me perguntassem eu diria que dá para pular alguns episódios sem qualquer risco de não compreender a história depois, sério. Era por causa disso que eu torcia para que essa fosse a última temporada, porque aí da metade para o final eles seriam obrigados a caprichar, mas aí acabou que assinaram para uma nona temporada e começaram as embromações.

Sobre a mãe: gostei que não tenham escolhido uma atriz famosa. E é óbvio que depois de oito temporadas, fica meio difícil atender às expectativas de todo mundo, mas eu achei até ok. Lado ruim da coisa toda é que logo após revelarem a identidade da mãe, começaram a sair notícias dizendo que a nona temporada cobrirá em seus 24 episódios: UNICAMENTE O FINAL DE SEMANA DO CASAMENTO DE BARNEY E ROBIN. Fala sério! Se a oitava foi embromation, imagina essa. Na entrevista que li (e linko aqui depois), a ideia é fazer com que cada um do grupo conheça a mãe antes do Ted, que aparentemente a conhecerá ali mesmo na estação de trem. Eu até acho a ideia razoável para uns dez episódios, mas 24? Aff.

E aí voltando para a questão do Ted e da Robin, o negócio que deixei para comentar depois do discurso do Ted em The Time Travelers: muita gente por aí (incluindo eu), ficou com a decisão que aquele “eu quero esses 45 dias a mais” dão uma sensação de que quando o Future Ted está contando a história para os filhos, a mãe já morreu. Então que para as pessoas que como eu acham que a série foi muito mais sobre o amor de Ted por Robin do que o cara encontrando a mãe (hehe), o negócio é que abre uma possibilidade de os dois ficarem juntos no final. Mas ok, é wishful thinking, eu sei. Até porque as crianças mostram uma cara de enfado que eu acho que não mostrariam se o pai resolvesse falar um pouco sobre a mãe falecida, e de como a Tia Robin virou madrasta, hehe.

Concluindo todo o blablabla, foi uma temporada bem fraquinha, na primeira metade por apagarem completamente Marshall e Lily, na segunda metade por insistirem tanto na solidão de Ted que o clima geral ficou bem longe da comédia que a série costumava ser. Sim, HIMYM teve muitos momentos tristes ao longo dessas oito temporadas (pai de Marshall, Robin descobrindo que não pode ter filhos, rompimento de Lily e Marshall, etc.), o que é normal em séries desse tipo. Mas quando o protagonista parece estar constantemente numa pior,  alguma coisa tem que estar errada, não?

Pior episódio da temporada: Nannies (S08E03)

Melhor episódio da temporada: The Time Travelers (S08E20)

4 comentários em “How I Met Your Mother (S08E11 até Season Finale)”

  1. Essa já pulou o tubarão faz tempo né? Tanto que nem me empolgam mais as elucubrações sobre o futuro da série. Mas eu tinha uma expectativazinha com o aparecimento da mãe no último episódio, e aquela cena totalmente anticlimática acabou comigo. E a guria… mei que nadaver, né? Nem vou entrar no mérito de ela ser bonita ou o quê, mas é muito pirralha. Anunciaram como candidata a Casey Wilson (que acabou sendo a Krirsten no mesmo episódio), e eu tinha achado sensacional: ela é muito engraçada (vide Happy Endings) e de quebra é parecida com a filha do Ted. Saco.
    Continuo vendo porque tá quase no fim, mas uma temporada toda no fim de semana do casamento vai ser ruim de aguentar. Pô, não vamos conhecer melhor a mãe, o desenrolar do relacionamento dela com o Ted? Argh… quando o episódio terminou antes do casamento eu queria gritar. Com este, são quantos os fins de temporada enrolando pra mostrar coisas desse dia?

    1. Chuto aí pelo menos umas duas temporadas, fora essa. E o pior é pensar que essa ideia da nona poderia ter aparecido nos últimos episódios da oitava e pronto, dava para mostrar o Ted com a mãe durante toda uma temporada, e mostrar pq os dois ficam tão bem juntos e blablabla. Mas sério, vemos lá o Ted novamente de coração partido por causa da Robin, e provavelmente passando a final de semana do casamento inteiro ainda pensando nela, como é que querem que realmente acreditemos que a mãe é o amor da vida dele? ¬¬

      Vou continuar a assistir mais por estar certo que acabará na nona temporada mesmo.

  2. Uma temporada inteira para tratar de apenas um único fim de semana?! HIMYM vai virar quase um “24 horas” hehe
    Continuo torcendo para que não seja só isso… que eles mostrem um pouco do que acontece depois de o Ted conhecer a “mãe”…

    “Mas quando o protagonista parece estar constantemente numa pior, alguma coisa tem que estar errada, não?”
    Exatamente isso nessa temporada que me fez ficar com um cansaço terrível do Ted. As idas e vindas dele com encontros não eram engraçadas, mas patéticas, chegavam a dar pena e até cheguei à conclusão de que foi o personagem de quem menos gostei na oitava temp.

    Espero que aconteça alguma coisa parecida com Friends, que quase desandou na 9ª, e penúltima temporada, mas que foi perfeito na 10ª 🙂

    1. Esse negócio das indas e vindas com encontros do Ted é complicado: por um lado, ele é um cara normal, então seria de se esperar que ele tivesse alguns rolinhos antes de conhecer a mãe. Ok. Só que são oito temporadas, quem assiste já está impaciente com romances que não vão dar em nada porque já sabemos que não é a mãe. Acho que o problema é que a própria “mitologia” e a quantidade de temporadas da série acabaram com a possibilidade de a mãe ser uma mulher que Ted já conhecia. Assim: poderia ter sido a Victoria lá no começo, mas na oitava temporada já sabíamos que não poderia ser ela. Aí fica aquela sensação de “Tá, mas por que essa lenga lenga toda, de novo? Mostra logo a mãe, po!”.

      Se for pensar bem, de todas as personagens ele foi a que menos evoluiu. Ah, ele mudou de emprego, legal. Mas fora isso, é o mesmo Ted da primeira temporada. Funcionaria se HIMYM tivesse, sei lá, 5 temporadas. Mas mais do que isso começa a ficar bem chato mesmo. Não fosse Marshall, Lily, Barney e Robin a série não se sustentaria depois disso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *