Amor: Humor

(Ok, o título não tem muito a ver, mas eu não podia deixar de citar essa poesia do Oswald de Andrade.)

Depois do comentário do Calvin sobre o trecho do diálogo que coloquei de Rosencrantz e Guildenstern estão mortos, me dei conta de como existe uma sutil diferença entre as comédias nonsense mas inteligentes e as comédias que são simplesmente estúpidas (o caso do Dude, Where’s my Car? que ele citou).

Nonsense não precisa ser retardado para ser engraçado, para começar. Aliás, a graça normalmente está no absurdo da situação (é só lembrar do coelhinho do Monty Python em Busca do Cálice Sagrado, hehe). Você tem situações de repetição, mas elas normalmente significam alguma coisa, por assim dizer. Por exemplo, em Waiting for Godot, a repetição representava a rotina e impossibilidade de fuga da mesma. Não sei se consegui ser clara, mas existe uma diferença entre uma comédia que significa algo de uma comédia que só quer arrancar risos momentâneos.

E antes que atirem pedras, eu me mato de rir com comédias tipo “Dude, Where’s My Car?” (aliás, trocando de canal na sexta eu vi uma cena de um filme na qual dois ratinhos transavam e eu não conseguia parar de rir). Mas eu sei que elas não têm qualquer profundidade, você assiste só para rir, diferente de peças/filmes como Rosencrantz… que te dão o que pensar.

***

Último domingo do ano letivo, semana que vem: FÉRIAS. Vamos ver se volto a cuidar do Hellfire com mais carinho pelo menos durante esse período :dente:

E antes que eu me esqueça: O Castelo Animado é muito batuta. Esquisito como qualquer desenho japonês, mas mesmo assim… cute. E aos que terão o duvidoso privilégio de assistir Camisa de Força no cinema, tomem esse conselho: NÃO ASSISTAM. Dá para esperar chegar na locadora, cair no catálogo, passar no telecine, ver dublado na Globo…

8 comentários em “Amor: Humor”

  1. Pq vc falava tao mal do ‘The Jacket’???

    Eu sei q o fato de ter aquela azeda da Keira ‘caras e bocas’ Knightley já é um motivo…mas ahhhh tem o Adrien!

  2. Ele é a única coisa boa, a história é uma m* total. Quer dizer, de repente eu estou sendo extremamente ranzinza, talvez a azeda da Keira tenha piorado o julgamento, sabe-se lá…

  3. Hummm tbem dormi com “A vida de Brian”… E sei bem o que vc quer dizer com as diferenças… por exemplo os camponeses do “Cálice sagrado” que vivem na social-democracia e amontoam lama… hahahahahaha Mas tbem não dispenso comédias “Top Gung” :uhu:

  4. anarco-sindicalistas ou coisa assim 😆 eu adoro aquela parte:

    – quem é vc?
    – sou arthur, seu rei
    – eu não votei em vc
    – não se vota para rei!

    😆

    e pô, vc chegou a ver a parte 3 do todo mundo em pânico? lembra bastante os velhos tempos do charlie sheen ^^

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *