Ren & Stimpy

Não fazem mais desenhos como antigamente. Assisti um episódio de Ren & Stimpy ontem no Fábio. Que saudades das tardes assistindo esse que é um dos desenhos mais pirados e bagacêras que eu já vi até hoje.

Btw, a palavra saudades deveria ter uma foto minha ilustrando o verbete em alguma enciclopédia qualquer.

***

Fui buscar meu histórico no DAA e levei dois sustos:

1. Estou no 10º período
2. Já tive IRA 0,81 um dia (atualmente estou num medíocre 0,62)

***

Então. Eu serei a pessoa mais frustrada desse mundo se morrer sem publicar um livro. Ok, serei o defunto mais frustrado desse mundo. Enfim, eu costumo ficar observando pessoas na rua, coisas que os outros dizem, etc. sempre imaginando como poderia usar em determinada história (que nunca se torna uma história de fato, são basicamente ‘cenas’).

Quando eu era mais nova tinha a pira com um momento que seria mais ou menos assim: num beco escuro um assassino aponta a arma para a vítima indefesa e apavorada. Antes de atirar, citaria um trecho de Fado Tropical do Chico:

“Sabe, no fundo eu sou um sentimental
Todos nós herdamos no sangue lusitano uma boa dose
de lirismo…(além da
sífilis, é claro)
Mesmo quando as minhas mãos estão ocupadas em
torturar, esganar, trucidar
Meu coração fecha os olhos e sinceramente chora…”

BANG!

Mas sabe, se você entra na questão da verossimilhança, enquanto o panaca tá lá citando Chico Buarque, a vítima já deu no pé há tempos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *